Whatsapp

Matrícula via WhatsApp

Notícias

UniRitter tem Projeto de Extensão recomendado pelo IPEA

A atuação das Promotoras Legais Populares tem como objetivo o enfrentamento da violência contra mulheres


O Projeto de Extensão PLPs – Promotoras Legais Populares, da UniRitter, em parceria com a ONG Themis, foi recomendada pelo IPEA - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada para enfrentar a violência de gênero no país neste período de pandemia, que registrou aumentou em vários estados brasileiros.

O Projeto das PLPs consiste em um curso sobre direitos das mulheres para lideranças comunitárias ou mulheres com forte atuação na comunidade. A formação contribui para aprimorar, no campo dos Direitos Humanos, a atuação das Promotoras nas suas comunidades. Após formadas, as PLPs auxiliam as mulheres em situação de violência doméstica.

Na UniRitter, o Programa teve início em 2018 e já formou 25 Promotoras Legais Populares na cidade de Canoas. Na continuidade do projeto, foi realizado o curso de aperfeiçoamento das PLPs com um estágio dessas mulheres no SAJUIR, gerando a troca de experiências entre as representantes da comunidade e os alunos da instituição.

Durante a pandemia, as Promotoras têm atuado para arrecadar alimentos para mulheres em situação de vulnerabilidade, costurado e distribuído máscaras para profissionais da rede de atendimento à mulher, e têm monitorado por telefone, em convênio com a Vara de Violência Doméstica de Canoas, as mulheres que possuem medidas protetivas de urgência.

SAJUIR:

O Serviço de Assistência Jurídica da UniRitter presta auxílio gratuito a vítimas de violência doméstica. O escritório criou um fluxo de atendimento com uma rede de proteção completa às mulheres. Todo o amparo é realizado de forma remota, pelo WhatsApp (51) 98025-3776. Ao acionar o SAJUIR, uma atendente mulher faz o primeiro acolhimento, prestando-lhe atenção e identificando as necessidades da vítima. Após, vem a fase de orientações pertinentes a cada caso.

Depois de garantir segurança, acolhida e proteção às mulheres, o SAJUIR também concede suporte em questões relacionadas ao Direito da Família e ao Direito do Consumidor, nas quais se verificam demandas relacionadas à alimentação, guarda dos filhos, questões contratuais de moradia, acesso à saúde e auxílio emergencial, por exemplo.

Sobre a Themis:

A Themis – Gênero, Justiça e Direitos Humanos é uma organização sem fins lucrativos, que existe há 27 anos em Porto Alegre e que tem como um de seus objetivos principais a formação de mulheres como Promotoras Legais Populares. Neste período de pandemia, a ONG tem oferecido apoio diferenciado, por meio de ações emergenciais de defesa de direitos.

A Themis foi criada com o objetivo de enfrentar a discriminação contra mulheres no Sistema de Justiça. O trabalho da Themis é norteado por três estratégias de trabalho: a promoção da educação em Direitos; a articulação das demandas coletivas e individuais com o Poder Público; e o amparo jurídico na proteção e na promoção dos direitos das mulheres.