Mestrado em Arquitetura e Urbanismo

ONDE CURSAR
Campus FAPA Campus FAPA

Apresentação

Mestrado Associado UniRitter/Mackenzie


Área de Concentração: PROJETO COMO INVESTIGAÇÃO: ARQUITETURA E CIDADE


Com área de concentração que propõe a arquitetura e a cidade como espaços de produção do conhecimento, o curso tem como pressuposto que um projeto investigativo não se limita a utilizar o senso comum, nem a reproduzir situações paradigmáticas, mas é movido pela dúvida, pela incerteza, pela perplexidade. Não basta a generalização teórica, pois ela não informa sobre condições particulares de produção. Na contemporaneidade, é necessário construir uma teoria local, particular, para enfrentar dificuldades projetuais específicas.


O Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu envolve uma associação com outro programa já consolidado e que também enfatiza a pesquisa na área do projeto: o Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo da Universidade Presbiteriana Mackenzie, parceira em atividades de ensino e pesquisa da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da UniRitter há mais de dez anos. O curso objetiva, portanto, ocupar um espaço no estudo do projeto que ainda está ausente como área de concentração nos programas do sul do Brasil.

Linhas de Pesquisa

I. Projeto, Processos e Sistemas

  • Prática reflexiva como meio de investigação e construção do conhecimento e da elaboração do projeto de arquitetura e urbanismo;
  • Investigação sobre as relações e implicações teórico-práticas do projeto de arquitetura e urbanismo, voltada para a construção de teorias e técnicas projetuais capazes de atribuir sentido explicativo à reflexão do arquiteto;
  • Estudo dos fundamentos epistemológicos da prática e dos saberes projetuais;
  • Estudo de modelos operativos do exercício projetual;
  • Estudo de métodos, processos e sistemas de representação do projeto;
  • Estudo das operações compositivas e de sua aplicação à configuração das arquiteturas, do edifício à cidade.


II. Projeto e Construções Culturais

  • Investigação sobre as implicações culturais e ambientais do projeto de arquitetura e urbanismo, voltada para a formalização e apropriação das arquiteturas da cidade;
  • Estudo dos processos de construção da memória da cidade e de suas manifestações arquitetônicas;
  • Estudo dos signos de monumentalidade e domesticidade no contexto urbano; das relações entre programa e tipologias no projeto da moradia contemporânea;
  • Estudo das implicações do projeto de interiores e do espaço público na habitação urbana.

Objetivos

Desenvolver a abordagem do Projeto Arquitetônico e Urbanístico enquanto investigação de modo a integrar teoria e prática. Propõe-se que o projeto seja pensado, em sua especificidade, como veículo para o reconhecimento e reconfiguração de um mundo aberto a transformações.

Entre os objetivos específicos destacam-se os seguintes:

  • Promover a produção do conhecimento em bases ampliadas e atualizadas, tendo em vista a evolução e a complexidade das problemáticas enfrentadas no campo do Projeto de Arquitetura e Urbanismo;
  • Fomentar a pesquisa acadêmica docente e discente em patamares de qualidade, estimulando atividades de pesquisa avançada com finalidade didática, científica e profissional;
  • Promover o intercâmbio e as trocas disciplinares entre as diversas áreas de investigação no campo do Projeto e destas com as demais esferas no campo arquitetônico e urbanístico.


Perfil do Egresso

Arquitetos e urbanistas e profissionais de áreas afins, interessados em discutir a questão projetual, incorporando teoria e prática como parte de reflexões sobre os fundamentos operativos do Projeto de Arquitetura e Urbanismo. Além da formação de quadros para a atividade acadêmica, os egressos deste programa podem contribuir para o aprimoramento da prática profissional, de forma a valorizá-la como prática reflexiva, objetivando a melhoria da qualidade do espaço projetado e construído em nossas cidades.


Duração

O Mestrado em Arquitetura e Urbanismo UniRitter/Mackenzie terá a duração mínima de 18 meses e máxima de 24 meses. O primeiro ano será dedicado ao cumprimento dos créditos em laboratórios e seminários, distribuídos ao longo de dois semestres. O segundo ano será reservado à elaboração e à apresentação da Dissertação.

Dias e Horários

Quintas-feiras, das 19h às 22h40.

Sextas-feiras, das 8h às 11h40 e das 13h30 às 17h10.

Campus Fapa – Av. Manoel Elias, 2001 | Porto Alegre-RS


Valor

24 x R$ 1.960,00

Processo seletivo docente

EDITAL PROCESSO SELETIVO DOCENTE 2017

Processo seletivo discente

FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO PARA O PROCESSO SELETIVO DE MESTRADO
ALTERAR INSCRIÇÃO DO PROCESSO SELETIVO DE MESTRADO
EDITAL PROCESSO SELETIVO 2017
EDITAL COMPLEMENTAR 2017 - MESTRADO
Lista de aprovados 2017
Edital de Seleção Programa Nacional de Pós-Doutorado - PNPD/Capes 2016

Documentos/Formulários

Formulário de Autorização para Banca - Orientador
Formulário de Solicitação de Banca - Aluno
Formulário de Homologação da Versão Final
Termo de Autorização para Biblioteca
Procedimentos para entrega da Versão Final



Referências para a prova

BLOOMER, Kent C; MOORE, Charles W. Cuerpo, memoria y arquitectura: introducción al diseño arquitectónico. Madrid: Blume, 1982.

CANEZ, Anna Paula; SILVA, Cairo Albuquerque da (Org.). Composição, partido e programa: uma visão crítica de conceitos em mutação. Porto Alegre: UniRitter, 2010.

CORONA MARTÍNEZ, Alfonso. Ensaio sobre o projeto. Brasília: UnB, 2000.

CASTELLO, Lineu. A percepção de lugar: repensando o conceito de lugar em arquitetura-urbanismo. Porto Alegre: PROPAR-UFRGS, 2007.

QUARONI, Ludovico. Proyectar un edificio: ocho lecciones de arquitectura. Madrid: Xarait, 2004.

SOMEKH, Nadia; CAMPOS NETO, Candido Campos. Desenvolvimento local e projetos urbanos. Arquitextos, São Paulo, 05.059, Vitruvius, abr. 2005. Disponível em: http://www.vitruvius.com.br/revistas/read/arquitextos/05.059/470

Acesso em: 08 ago. 2012.


Docentes

Coordenação Geral

Prof. Dr. Anna Paula Moura Canez http://lattes.cnpq.br/4149788551877567

Doutora em Arquitetura

Linha de Pesquisa: Projeto, Processos e Sistemas

Contato: acanez@uniritter.edu.br


Coordenação do Programa Associado

Prof. Dr. Eunice Helena Sguizzardi Abascal http://lattes.cnpq.br/2158833016113682

Doutora em Arquitetura e Urbanismo

Contato: eunicehelena.abascal@mackenzie.br


Docentes Permanentes

Prof. Dr. Anna Paula Moura Canez http://lattes.cnpq.br/4149788551877567

Doutora em Arquitetura

Linha de Pesquisa: Projeto, Processos e Sistemas

Contato: acanez@uniritter.edu.br


Prof. Dr. José Geraldo Simões Júnior http://lattes.cnpq.br/1220159473975458

Doutor em Arquitetura e Urbanismo

Linha de Pesquisa: Projeto e Construções Culturais

Contato: jgsj@mackenzie.br


Prof. Dr. Luiz Antonio Bolcato Custódio http://lattes.cnpq.br/6385783370246352

Doutor em História da Arte

Linha de Pesquisa: Projeto e Construções Culturais

Contato: Luiz_custodio@uniritter.edu.br


Prof. Dr. Maria Paula Piazza Recena http://lattes.cnpq.br/0148160993128279

Doutora em Arquitetura

Linha de Pesquisa: Projeto, processos e sistemas

Contato: maria_recena@uniritter.edu.br


Prof. Dr. Marta Peixoto http://lattes.cnpq.br/5058603540533124

Doutora em Arquitetura

Linha de Pesquisa: Projeto e Construções Culturais

Contato: marta_peixoto@uniritter.edu.br


Prof. Dr. Nádia Somekh http://lattes.cnpq.br/5961049811271305

Doutora em Arquitetura e Urbanismo

Linha de Pesquisa: Projeto e Construções Culturais

Contato: nadia@mackenzie.br


Prof. Dr. Rogério de Castro Oliveira http://lattes.cnpq.br/6314092942816148

Doutor em Educação

Linha de Pesquisa: Projeto, Processos e Sistemas

Contato: rogerio_castro@uniritter.edu.br


Prof. Dr. Sérgio Moacir Marques http://lattes.cnpq.br/3954072189046165

Doutor em Arquitetura

Linhas de Pesquisa: Projeto, Processos e Sistemas

Projeto e Construções Culturais

Contato: sermar@uniritter.edu.br


Prof. Dr. Wilson Flório http://lattes.cnpq.br/2268543062941592

Doutor em Arquitetura e Urbanismo

Linha de Pesquisa: Projeto, Processos e Sistemas

Contato: wflorio@mackenzie.br


Docentes Colaboradores

Prof. Dr. Neiva Maria Tebaldi Gomes http://lattes.cnpq.br/0481910642659591

Doutora em Letras/Linguística

Linha de Pesquisa: Projeto, Processos e Sistemas

Contato: neiva_gomes@uniritter.edu.br


Prof. Dr. Roberto Righi http://lattes.cnpq.br/8862042784397448

Doutor em Arquitetura e Urbanismo

Linha de Pesquisa: Projeto e Construções Culturais

Contato: roberto.righi@mackenzie.br

Pesquisa e Produção

Prof. Dr. Anna Paula Moura Canez

http://dspace.uniritter.edu.br/xmlui/handle/123456...

Resumo: Desnecessário arrolar aqui a lista preliminar de projetos e obras desenvolvidas por Lucio Costa, formada por mais de 100 realizações, para nos darmos conta de que, mesmo com o interesse, e por vezes o conhecimento alargado que possuímos a respeito daquele que foi o mentor da Arquitetura Moderna Brasileira, boa parte da sua produção ainda é, para nós, desconhecida. O total, mesmo que ainda incerto, já é revelador de que provavelmente nada ou pouco conhecemos de um número substancial de arquiteturas de Lucio Costa, e é assustador também pensar que, grosso modo, podemos citar não mais que, quem sabe, umas trinta, quarenta obras, que já vimos publicadas. Quantas destas tantas obras arquitetônicas e urbanísticas realmente sabemos onde se localizam, visitamos ou estudamos com atenção os seus desenhos e documentos? Quantas estão realmente documentadas, com desenhos arquitetônicos completos (plantas, cortes, fachadas, perspectivas), e à nossa disposição? Mesmo as poucas publicadas, estão dispersas, não reunidas em um mesmo volume para que possamos traçar as inter-relações tão necessárias quando é meta uma análise arquitetônica mais apurada. É objetivo do grupo de pesquisa, considerando a importância da obra de Lucio Costa, disponibilizar o todo de sua obra – a sua “Obra Completa”. As pesquisas desenvolvidas pelo grupo colocam à disposição, na medida dos seus desenvolvimentos, o conjunto de projetos e obras arquitetônico-urbanísticas de Lucio Costa, utilizando-se dos registros existentes e dos produzidos pela equipe, como desenhos, fotografias, escritos e apontamentos feitos durante visitas in loco, reunindo-os com o objetivo de fortalecer o entendimento sobre a produção do arquiteto. Configura-se a oportunidade de disponibilizar, inicialmente de forma on-line, através do repositório digital “Dspace”, todo o material produzido pela equipe de pesquisa, com possibilidade de gerar, no futuro, uma publicação também em papel, à maneira de um "catálogo raisonné" ou "guia de referência". Paralelamente, diversos outros estudos analíticos são apresentados e publicados, sob a forma de livros, capítulos de livros, trabalhos em eventos e artigos em periódicos científicos, dependendo do interesse específico de cada pesquisador, por esta ou aquela obra de Lucio Costa, aprofundando a análise das informações derivadas do levantamento.
Linha de pesquisa: Projeto, Processos e Sistemas
Descrição: Desnecessário arrolar aqui a lista preliminar de projetos e obras desenvolvidas por Lucio Costa, formada por mais de 100 realizações, para nos darmos conta de que, mesmo com o interesse, e por vezes o conhecimento alargado que possuímos a respeito daquele que foi o mentor da Arquitetura Moderna brasileira, boa parte da sua produção ainda é, para nós, desconhecida. O total, mesmo que ainda incerto, já é revelador de que provavelmente nada ou pouco conhecemos de um número substancial de arquiteturas de Lucio Costa, e é assustador também pensar que grosso modo, podemos citar não mais que, quem sabe, umas trinta, quarenta obras, que já vimos publicadas. Quantas destas tantas obras arquitetônicas e urbanísticas realmente sabemos onde se localizam, visitamos ou estudamos com atenção os seus desenhos e documentos? Quantas estão realmente documentadas, com desenhos arquitetônicos completos (plantas, cortes, fachadas, perspectivas), e à nossa disposição? Mesmo as poucas publicadas, estão dispersas, não reunidas em um mesmo volume para que possamos traçar as inter-relações tão necessárias quando é meta uma análise arquitetônica mais apurada. É objetivo deste trabalho, considerando a importância da obra de Lucio Costa, disponibilizar o todo de sua obra a sua Obra Completa. A pesquisa coloca à disposição, na medida do seu desenvolvimento, o conjunto de projetos e obras arquitetônico-urbanísticas de Lucio Costa, utilizando-se dos registros existentes e dos produzidos pela equipe, como desenhos, fotografias, escritos e apontamentos feitos durante visitas in loco, reunindo-os com o objetivo de fortalecer o entendimento sobre a produção do arquiteto. Configura-se a oportunidade de disponibilizar, inicialmente de forma on-line, através do repositório digital Dspace, todo o material produzido pela equipe de pesquisa, com possibilidades de gerar, no futuro, uma publicação também em papel, à maneira de um "catálogo raisonné" ou "guia de referência". Paralelamente, diversos outros estudos analíticos realizados pela equipe são apresentados e publicados, sob a forma de artigos em eventos e periódicos científicos, dependendo do interesse específico de cada pesquisador, por esta ou aquela obra de Lucio Costa, aprofundando a análise das informações derivadas do levantamento. A Parte III compreende projetos Institucionais em um total de dezessete obras. Considerando-se o exposto, é importante salientarmos que o pretendido aqui não é só um auxílio-mapa turístico, mas um aprofundamento gráfico-análitico a respeito da obra arquitetônica e urbanística de Lucio Costa, que estará amparado nas observações in loco realizadas pela equipe de pesquisa. Tais observações, acrescidas das comparações com os documentos existentes, localizados principalmente na Casa de Lucio Costa, somadas à revisão da bibliografia disponível, possibilitarão o pretendido neste trabalho. Configura-se, assim, com a proposta, a oportunidade de revisar a bibliografia existente e compará-la com os acervos do e sobre o arquiteto, composto por desenhos, correspondências, material iconográfico e outros, boa parte ainda inédita e não sistematizada.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Descrição: Como parte de uma investigação maior em andamento intitulada “Lucio Costa: Obra Completa” recortamos para análise do conjunto da obra de Lucio Costa, no projeto de pesquisa aqui apresentado, aquelas que definimos como efêmeras, ou seja, obras provisórias que foram projetadas com o propósito de permanecer por certo tempo, até que durasse um evento ou mesmo a finalidade a que se destinava a obra como é o caso, numa situação ou noutra, do Pavilhão do Brasil na Exposição de Filadélfia (1925), do Pavilhão do Brasil na Feira de Nova Iorque (1938-1939), do Hotel Parque São Clemente (1944), do Palco do XXXVI Congresso Eucarístico Internacional do Rio de Janeiro (1955) e ainda, do Espaço Brasileiro na XIII Trienal de Milão (1964). O breve período de uso e a finitude com data marcada como solicitado para o arquiteto foram pressupostos de projeto nas obras escolhidas para análise. O interesse pelo efêmero em Lucio Costa foi despertado principalmente por que recebemos de um reconhecido pesquisador da área da arquitetura da USP, dado o nosso empenho quando desde 2008 nos dedicamos ao estudo das obras do arquiteto, imagens do palco construído para abrigar um grande evento religioso católico realizado no Rio de Janeiro em 1955. Recomendou ele: “Encontrei num sebo um caderninho de fotos (9 x 14 cm), "Lembrança do XXXVI Congresso Eucarístico Internacional - Rio de Janeiro, Brasil", com três fotos do projeto do Dr. Lucio. A digitalização está com defeito no lado esquerdo devido à encadernação. Faça bom uso das imagens. Porque não uma maquete eletrônica?” As preciosas e, até então, pouquíssimo divulgadas imagens, considerando que tínhamos desta obra conhecimento apenas dos belos croquis publicados pelo próprio arquiteto no seu “Registro de uma vivência” e a fotografia com comentários esclarecedores de Yves Bruand a respeito da participação de Lucio Costa e dos demais autores - Alcides Rocha Miranda e Elvin Mac Kay Dubugras, despertaram para a elaboração deste projeto de pesquisa que submetemos para análise. Vale lembrar, que nos nossos estudos precedentes relacionados ao Pavilhão do Brasil ou mesmo ao Parque Hotel, especificamente o efêmero não serviu como mote de pesquisa. Um olhar que pretendemos dar aqui, ao agrupar e analisar com um aprofundamento gráfico-analítico além destas, também as demais obras de Lucio Costa elencadas neste projeto.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Resumo: O Grupo de Pesquisa denominado "Rio Grande do Sul e os Caminhos da Modernidade: Arte, Arquitetura e Cidade" conta com três linhas ativas denominadas Acervos de Arte, Arquitetura e Urbanismo no Rio Grande do Sul; Arquitetura, Arte e o Imaginário Moderno e Arquitetura e Arquitetos no Rio Grande do Sul. Todas as três linhas de pesquisa contam com o apoio do Laboratório de História e Teoria da Arquitetura e do Núcleo de Projetos os quais mantém, em conjunto, diversos acervos que se constituem em objeto de pesquisa e atividade de iniciação científica. Os temas desenvolvidos nas linhas de pesquisa atuantes são de fundamental importância para o estudo da arquitetura, visto que tratam da sua história, mais especificamente da história da arquitetura no Rio Grande do Sul. Desta forma, encontram-se em pleno desenvolvimento, contribuindo de diferentes maneiras para a construção do conhecimento nesta área específica. Os professores pesquisadores investem nesta linha como tema central de suas dissertações e teses de pós-graduação; investem também como aprofundamento do conteúdo a ser desenvolvido no curso de graduação; e também como crítica, debate e análise a respeito da produção profissional arquitetônica local. Os resultados obtidos (publicações, fichas dos projetos arquitetônicos, contribuição das pesquisas para a catalogação de acervos) são cumulativamente organizados em bancos de dados digitais ou impressos, acessíveis e disponíveis à comunidade acadêmica, especialmente para os alunos das disciplinas do curso de arquitetura.
Linha de pesquisa: Projeto, Processos e Sistemas
Prof. Dr. Carlos Egídio Alonso
Resumo: São realizadas reflexões sobre os diversos sistemas de signos praticados nos meios acadêmicos e profissionais das áreas de Arquitetura, Urbanismo e Design. O grupo atua efetivamente nos currículos dos cursos de Graduação e de Programas de Pós- graduação através das ementas disciplinares, realizando exposições de desenhos e projetos abrangendo diversos suportes sígnicos que envolvem a concepção, a produção e a fruição do artefato arquitetônico. Trabalhos parciais foram apresentados em Congressos Científicos, como nas CLEFAS do Equador, Guatemala, Bolívia, Argentina e México. Dissertações e Teses foram concluídas, envolvendo temas pertinentes aos objetivos do Grupo. Recentemente foi concluída pesquisa envolvendo a linguagem do Casarão Dona Veridiana, o Mackenzie College e a Vila Penteado. Incorporando novos pesquisadores, foi iniciada a pesquisa sobre os reflexos da biomimética na arquitetura e no design.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Descrição: O projeto, em sua segunda parte, analisa a articulação de signos - que envolvem a expressão da Arquitetura Moderna e Contemporânea, no âmbito da representação. O projeto contempla e reforça a noção genérica de Signo, aquilo que, para nós, se faz presente na percepção, na concepção, no artefato, no uso, na análise e na crítica da Arquitetura. São esses sistemas não verbais voltados à análise e concepção do artefato arquitetônico, e as articulações realizadas entre eles, os Objetos de Estudo e de Conhecimento da pesquisa.
Linha de pesquisa: Projeto, Processos e Sistemas
Prof. Dr. Decio Rigatti
Descrição: A ocupação que acontece na encosta de cima da serra no Estado do Rio Grande do Sul com a vinda de colonos italianos, a partir de 1875, baseada, no nível político, nos planos oficiais de colonização e, fisicamente, nos desenhos dos engenheiros militares para as “linhas e travessões”, resulta na configuração de uma paisagem única no Brasil. Estudos dos últimos 50 anos sobre a imigração italiana no RS produziram uma boa literatura especializada sobre a região que é centrada, principalmente, em abordagens sociológica, econômica, etnológica, lingüística e antropológica, além dos estudos nas áreas da fito-geografia e da geografia física, de maneira ampla. Especificamente nos campos da arquitetura e do urbanismo existem diversos estudos realizados sobre a moradia dos primeiros habitantes e, mesmo, da evolução urbana dos núcleos coloniais pioneiros e das novas cidades criadas a partir do século XIX.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Resumo: 1 - Pensamento sistemático sobre as interfaces entre espaço e sociedade, tratando a questão espacial do ponto de vista da arquitetura e da cidade. 2 - Discussão de alternativas metodológicas para o tratamento de questões urbanas e das inter-relações com os aspectos de uso e apropriação social do espaço. 3 - Utilização de instrumentais de ponta na discussão e tratamento das questões urbanas e arquitetônicas. 4 - Aporte teórico e metodológico a projetos de pesquisa novos e em andamento e para as atividades de ensino da graduação e da pós-graduação.
Linha de pesquisa: Projeto e Construções Culturais
Descrição: Análise da arquitetura rural do início da colonização italiana na serra gaúcha e das transformações do território produzidas, comparando com as condições encontradas nas regiões de origem dos imigrantes no norte da Itália. Exame do uso do espaço como elemento de transmissão de cultura.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Prof. Dr. José Geraldo Simões Júnior
Descrição: Estudo do impacto dos primeiros congressos de urbanismo (1893-1916), na formação do ideário urbanístico moderno assim como nas ressonâncias associadas à difusão desse ideário na Europa, e entre os países europeus, Estados Unidos e Brasil. Destacam-se os pioneiros do urbanismo moderno, atuantes na Alemanha, Inglaterra, Bélgica, França e Estados Unidos. No Brasil, os influxos deste processo serão analisados através da obra do urbanista Victor da Silva Freire e Francisco Prestes Maia, personagens fundamentais para a divulgação deste conhecimento seminal em nosso país. Resultados em 2012: Os principais resultados em 2012 foram a apresentação de trabalho e publicação em anais de eventos, analisando o relevante Congresso de Urbanismo ocorrido em Londres em 1910 - Town Planning Conference. O trabalho foi apresentado em inglês no 15th IPHS Conference, ocorrida em São Paulo em julho 2012. Outro produto foi a publicação no periódico ARQUITEXTOS, de trabalho sobre as origens do urbanismo norte-americano e as conexões com a urbanística germânica, a partir da análise do Congresso de Chicago de 1893. Destaca-se ainda a participação na Comissão Organizadora do evento internacional bienal realizado em São Paulo em julho de 2012, o Congresso do IPHS - International Planning History Society com submissão de paper. Deve-se ressaltar a conclusão da Iniciação Científica de Breno Eitel Zylberstajn (Bolsista CNPq) e a integração temática da pesquisa com disciplinas ministradas na graduação e pós-graduação, assim como nas disciplinas ofertadas na Universidade Lusófona, em Portugal, como professor convidado. Resultados em 2013: Destaque ao capítulo de livro O ideário dos engenheiros e os planos realizados para as capitais brasileiras ao longo da Primeira República, em CAMPOS, Cristina; ATIQUE, Fernando; DANTAS, George. (Org.). Profissionais, práticas e representações da construção da cidade e do território, e a participação em evento qualificado, com o artigo Internacionalização do urbanismo e a relevância dos eventos de 1910: os Congressos e Exposições de Urbanismo de Berlim, Londres e Nova Iorque, publicado nos Anais do XV Encontro Nacional da Anpur - Enanpur, realizado em Recife. As orientações de dissertações de Mestrado em andamento devem ser lembradas: a de Ana Carolina Mendes. O Eixo Rua Augusta; e as teses de doutorado em andamento, de Lacir Ferreira Baldusco, Dispersão urbana e metropolização em São Paulo; e a tese de Carla Camila Girão de Albuquerque, Planos Urbanos em Fortaleza (1990- 2010) . A integração com a graduação se deu com a orientação do TFG de Cristiano Schneider sobre o bairro do Pacaembu e seu estádio e Laís Brochi Sandin sobre edifícios de valor histórico convertidos em museus no Brasil. Resultados 2014: Destaque à publicação do artigo “Town Planning Conference, Londres, 1910. Intercâmbios internacionais nos primórdios do urbanismo moderno e seus reflexos no Brasil”, em periódico qualis B1(Arquitextos Vitruvius). Foram publicados trabalhos em anais de eventos, a exemplo de “International Exchanges in the beginning of the modern urbanism: the relevance of the first conferences and exhibitions held in Europe and United States (1910-1913)”, na IPHS Conference - International Planning History Society, University of Florida, Cabe destacar as orientações em andamento: dissertações de mestrado, de Simone Carbelon (Uniritter) “Percepção ambiental no Centro de Porto Alegre” e Lucas Volpatto, “O plano Gladosh para Porto Alegre” (UniRitter, mestrado em associação temporária com o PPGAU UPM); cabendo menção a conclusão das dissertações de mestrado de Ana Carolina Ferreira Mendes e José Lima Bezerra. Estão em andamento as orientações das teses de doutorado de Lacir Ferreira Baldusco, “Dispersão urbana e metropolização em São Paulo”; e a tese de Carla Camila Girão de Albuquerque, “Planos Urbanos em Fortaleza (1990-2010)” e de Tania Maria Bordon Mioto Silva, “Gestão do Patrimônio em São Luis do Paraitinga”. Foi iniciada em 2014 a supervisão de pós- doutorado de Heliana Angotti Salgueiro, xxxxxx. Cabe mencionar a Iniciação Científica de Guilherme José Meier, “Patrimônio Mundial: a Preservação e os riscos contemporâneos”, iniciada em 2014, e as orientações de TFG de Leticia Christófani Landini, “Explorando a Ciência através da Arquitetura e Tecnologia”, Alana Martins Pinto, “A Escola Construtivista e suas necessidades físicas” e Marcella dos Santos Castro, “Escola de Apoio: a arquitetura construindo novos caminhos para o ensino”.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Descrição: Este projeto de pesquisa surgiu a partir da colaboração estabelecida entre pesquisadores brasileiros do Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo, da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Presbiteriana Mackenzie, com pesquisadores franceses de diversas instituições, por ocasião dos Diálogos França-Brasil promovidos em Paris e São Paulo em 2011 e 2012. Ao mesmo tempo, dá continuidade às indagações suscitadas pelo projeto de pesquisa financiado pelo CNpq e pelo Fundo Mackpesquisa entre 2010 e 2012, sobre as passagens do ideário urbanístico nas principais cidades da América do Sul. Analisa, portanto, aspectos do desenvolvimento do urbanismo e do planejamento urbano na cidade de São Paulo no último século, desde o início do século XX até a primeira década do presente século, enfocando episódios significativos na circulação do ideário urbanístico europeu no Brasil, mais especificamente no caso da cidade de São Paulo (município e região metropolitana); por meio da análise das contribuições dos principais protagonistas estrangeiros desse processo, principalmente de origem francesa, natos, radicados, formados e/ou com sólidos vínculos com a França. Com base no levantamento, sistematização e análise crítica da documentação relativa ao debate urbanístico e aos principais episódios reveladores dessa circulação, com suas interfaces e cruzamentos, podemos destacar as figuras de Victor da Silva Freire (1869-1953, formado na École des Ponts et Chaussés em 1891, iniciou sua carreira de engenheiro na França); Joseph-Antoine Bouvard (1840-1920, arquiteto da municipalidade de Paris, discípulo de Alphand, esteve à frente da Exposição de 1900 em Paris, foi consultor da municipalidade de Buenos Aires entre 1907 e 1909 e, em São Paulo, da Prefeitura paulistana e da Companhia City entre 1910 e 1913); Donat-Alfred Agache (1875-1959, representante da escola de urbanismo da SFU Societé Française des Urbanistes, contratado para elaborar o plano de remodelação, extensão e embelezamento do Rio de Janeiro entre 1927 e 1930, logo estabelecido no Brasil, com atuação em grandes empreendimentos privados em São Paulo); o carioca Attílio Corrêa Lima (1901-1943, formado na ENBA com pós-graduação em urbanismo pelo IUP - Institut d`Urbanisme de Paris, projetou o primeiro grande conjunto habitacional de São Paulo para o IAPI em 1943); Gaston Bardet (1907-1989, presente em São Paulo como conferencista em 1949, como representante do IUP Institut d`Urbanisme de Paris, o qual dirigiu); o frade dominicano Joseph-Louis Lebret (1887-1966, que fez de São Paulo sua principal base para a difusão do movimento Économie et Humanisme no Brasil, mobilizando a comunidade urbanística local entre as décadas de 1950 e 1960, e liderando o grande trabalho de pesquisa sócio-espacial sobre a cidade, elaborado pela equipe SAGMACS em 1957-1958); visão que teve continuidade com os aportes de Henri Lefebvre (1901-1991) e da escola de sociologia urbana francesa nas décadas de 1960 e 1970, com importante participação do catalão formado em Paris Manuel Castells (1942-, lecionou na EHESS École des Hautes Études em Sciences Sociales, de 1970 a 1979); e, finalmente, protagonistas mais recentes, que contribuíram para moldar nossas visões da urbanização e do urbanismo contemporâneos, do planejamento estratégico e dos projetos urbanos, de origem catalã, incluindo o próprio Castells, que tornou-se importante teórico da sociedade contemporânea, e Jordi Borja (1941-, principal protagonista da difusão do modelo barcelonês de urbanismo pelo mundo nos anos 1990 e 2000, com estadias de estudo e de ensino na França) cuja colaboração de 1997, Local y global, foi crucial para traçar os parâmetros da intervenção urbanística contemporânea, redefinindo o debate urbanístico a partir de uma visão das transformações sociais, econômicas e políticas em pauta na virada do milênio. Resultados em 2014: As orientações das dissertações de mestrado de Oswaldo Antonio Ferreira Costa (bolsista Mackpesquisa até 2014), “Presença e permanência do ideário da cidade-jardim em São Paulo: O bairro do Pacaembu”, defendida em novembro de 2014, de Hugo Louro e Silva, “Produção imobiliária residencial na área central de São Paulo” (bolsista Mackpesquisa até janeiro de 2015, bolsista/taxista CAPES-Prosup a partir de fevereiro de 2015), de Rodrigo Seixas Liboni, (bolsista Mackpesquisa até janeiro de 2015) “A reestruturação da orla ferroviária de Jundiaí: Requalificação urbana e infraestrutura de transportes” e de Luis Eduardo Loiola de Menezes, “Projetos para o Elevado Costa e Silva (Minhocão)” estas últimas em andamento, bem como a tese de doutorado de Ana Paula Momose Guimarães, “Regularização fundiária em São Paulo: Histórico e instrumental envolvido”.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Resumo: O grupo propõe aprofundar os estudos urbanísticos ibero-americanos através de uma visão mais abrangente e comparada. A pesquisa inicial, com financiamento da Capes, foi desenvolvida entre 2002 e 2004 e deu origem á publicação "A Cidade Ibero- americana: o espaço urbano brasileiro e hispano-americano em perspectiva comparada". A evolução destes estudos conduziu a uma pesquisa complementar, desenvolvida a partir de 2005, sobre a concepção da urbanística de colina, como paradigma da fundação de cidades portuguesas em territórios de ultramar (financiamento Mackpesquisa e Fapesp) . Mais recentemente, o grupo recebeu subsídio do CNPq (bolsa PQ) para o estudo comparativo dos fundamentos do urbanismo e das práticas de intervenção em cidades brasileiras no período do início da República,. A partir de 2009 a ênfase da pesquisa passou a ser a compreensão do cenário urbanístico internacional no período1870-1914, centrando o foco na formação e difusão desse ideário, e suas repercussões no Brasil.
Linha de pesquisa: Projeto e Construções Culturais
Prof. Dr. Luiz Antônio Bolcato Custódio
Resumo: O Grupo de Pesquisa Espaço Urbano e Regional - Arquitetura e Cidade Ibero-Americanas tem como tema de suas pesquisas as questões urbanístico-arquitetônicas da organização espacial urbana, de grupos sócio-econômicos, políticos e culturais e suas formas de produção e apropriação do espaço da cidade e da arquitetura. Possuem enfoque teórico-histórico, com ênfase na ibero-américa, cone sul, bacia do prata, rio grande do sul e seus aspectos recorrentes de morfologia urbana. Já o enfoque teórico-instrumental é de um posicionamento crítico contemporâneo perante os problemas decorrentes das diferentes dinâmicas da cidade / fenômenos urbanos. O enfoque operacional tem como proposta aglutinar as bases e o conhecimento produzido em um sistema de informações espaciais. As pesquisas em desenvolvimento inserem-se nas linhas definidas pelo curso e articulam-se entre si a partir de um gradiente que perpassa as diversas escalas de materialização dos fenômenos urbanos.
Linha de pesquisa: Projeto e Construções Culturais
Descrição: Dar continuidade ao projeto de pesquisa em desenvolvimento no Uniritter, com organização de base de dados especializada com referências cartográficas, arquivísticas e bibliográficas coletadas/adquiridas sobre o tema do projeto da cidade Ibero-americana; Sistematização e avaliação de fontes; Divulgação em âmbito acadêmico interno e participações em eventos externos nacionais e internacionais.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Prof. Dra. Marta Silveira Peixoto
Descrição: Este projeto, conduzido com a colaboração do professor Carlos Eduardo Comas, do PROPAR-UFRGS, segue investigando a arquitetura moderna brasileira através de um âmbito em específico, que é o da ambientação interna. É conhecido que a arquitetura moderna brasileira parece nunca ter descartado completamente a conciliação de diversidades, ou de diferenças, apesar do discurso hegemônico contrário. Esta atitude pode ser considerada eclética, um estilo marginalizado por europeus e norte-americanos, no começo do século XX. Na década de 80, entretanto, com o pós-modernismo, o ecletismo ressurge associado a três tipos e três escalas de intervenção, pelo menos: a inserção da obra nova frente a monumento ou conjunto antigo (dimensão urbanística) a restauração de edifício ou conjunto pré-existente (de estatuto fundamentalmente arquitetônico-acompanhada ou não de reciclagem funcional) e a definição dos móveis e demais objetos necessários para garantir o uso de um espaço (a ambientação de interiores). As reciclagens e as inserções de autoria brasileira que se destacam hoje dão testemunho da vitalidade persistente de uma trilha na qual cabe incluir também as ambientação internas de arquitetos como Lucio Costa e Lina Bo Bardi, desde os anos 30 e 40, até trabalhos mais recentes, nos anos 1980. Esta pesquisa, então, pretende organizar uma amostragem das ambientações internas da arquitetura moderna brasileira, entre 1930- 1980, tentando identificar diferenças entre uma produção mais acadêmica daquela cotidiana, e as aproximações de ambas com uma sensibilidade eclética.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Descrição: A relação da arquitetura e urbanismo norte americano com a região meridional latino americana sempre estabeleceu um canal importante de influências recíprocas, muitas vezes contaminado por agentes provenientes das relações político econômicas entre as duas regiões. Analisando em termos formais e de procedimentos de projeto, o sul brasileiro teve em São Paulo uma importante interface com o contexto estadunidense. A revista Pilotis, entre 1948 e 1951, era fortemente influenciada pela revista californiana Arts & Architecture, promotora do Study Cases Houses Program que, por sua vez, publicou a casa Avanhandava, de Oswaldo Bratke, construída para si, primeiro latino- americano a publicar na revista. A tipologia de casa moderna térrea ladeada por pérgulas e pátios delimitados por muros prolongados, horizontalidade acentuada, planta livre na área social e cozinha americana integrada, recheava o imaginário da classe média da década de 1950, ilustrado com imagens publicitárias da vida moderna, provida de automóveis, televisores, eletrodomésticos e móveis de perna palito. SEGAWA descreve as características da arquitetura californiana produzida no período como: [...] simplicidade de projeto e clareza de raciocínio estrutural, integração espacial interior/exterior com flexibilidade de planta, predominante horizontalidade, luminosidade, ventilação, preocupação com desenho de mobiliário e qualidade de utensílios eletrodomésticos, reorganização dos espaços internos em função da superação de velhos estereótipos domésticos e familiares, a introdução de novos eletrodomésticos transfigurando as funções e os dimensionamentos e a possibilidade de aplicação de métodos construtivos e dos materiais desenvolvidos durantes a guerra, para a arquitetura residencial. Igualmente a influencia de Frank Lloyd Wright na arquitetura latino americana em especial no Uruguai a as relações entre a arquitetura de Wright e Artigas em São Paulo, não tão abordadas na historiografia da arquitetura moderna no Brasil, por serem de certa maneira laterais na corrente corbusieriana dominante. Miguel Forte, ex-colaborador de Rino Levi, talvez o mais tenaz adepto de Frank Lloyd Wright, retratou, em seu diário de viagem aos Estados Unidos, o contato com a arquitetura norte-americana e o encontro com Frank Lloyd Wright na Taliesen de Wisconsin. O Case Study House Program foi um programa de projetos e obras de casas experimentais, promovido de 1945 à 1964, pela revista norte-americana Arts & Architecture, editada por John Dymmock Entenza, um importante personagem cultural da época, objetivando o uso da industrialização na construção, do design total dos componentes e da estética moderna. Notoriamente Craig Ellwood e Ed Killingsworth foram premiados na Bienal de São Paulo de 1953 e 1961, respectivamente. A experiência formal com o universo estético das casas californianas experimentada por latino- americanos (como Raúl Sichero no Uruguai, na Casa Dr. Luis Sichero, 1951), com organização do volume térreo em faixas ortogonais que se dobram criando pátios, semipátios e áreas de transição, planos soltos que se descolam do volume principal, balanços da cobertura plana e perolas que se prolongam desde a casa, configuração geométrica e ortogonal, constituída de planos e polígonos regulares, que compõem com a própria casa um todo de figuração abstrata, tanto reverenciam o sentido de abstração geométrica perseguida por Theo Van Doesburg no De Stijl e os pintores neoplásticos, como Piet Mondrian, Georges Vantongerloo e Vilmos Huszár, quanto a arquitetura da racionalização construtiva e o gosto pela industrialização, de Richard Neutra e os californianos, como Pierre Koenig, Whitney R. Smith e Craig Ellwood. Assim como no projeto de Casa Unifamiliar de Eduardo Corona (1956) e mesmo no projeto para uma fábrica de fósforos (1955-1957), de Luis Villanueva Sáenz, em La Paz, na Bolívia, igualmente não construídos. Tais recursos, já prenunciados pelos arquitetos da secessão vienense, como Otto Wagner, na estação metropolitana de Vienna (1894-1997), e pelo próprio Van Doesburg, em sua desmaterialização do espaço em elementos abstratos, como no célebre projeto para o Café Aubette, em Strasbourg (1926-1928), é bastante pronunciado na Casa Eames de Charles e Ray Eames (1945-1949), em Pacific Palisades. Conexões formais que demonstram relações entre a arquitetura produzida por arquitetos pioneiros do Movimento Moderno, como Hans Poelzig, Hendrik Petrus Berlage, Charles Rennie Makintosh, Otto Wagner, Josef Hoffmann e alguns da escola de Amsterdam, entre o final do Século XIX e primeiras décadas do XX, com os princípios da abstração e do movimento holandês De Stjil, passando por Walter Gropuis, Hannes Mayer e Frank Lloyd Wright, até a produção emblemática de Theo Van Doesburg, Gerrit Rietveld e Jacobus Johannes Pieter Oud, em um determinado momento dos anos 1920 e 1930 Richard Neutra, dentre os europeus migrados para a América, e seus conceitos de arquitetura biológica, despertou particular interesse entre os arquitetos modernos da segunda geração no sul do Brasil. Em uma viagem à América do Sul, em 1959, quando participava como convidado do Congresso Internacional Extraordinário dos Críticos de Artes e também realizou viagem a Buenos Aires , esteve em Porto Alegre e realizou palestra na FAUFRGS, em programa articulado pelo IAB-RS, presidido por Irineu Breitman. Em seu depoimento, Breitman relata que Neutra causou forte impressão em sua conferência, com a apresentação das obras e projetos, em particular para a América Central, e que, visitando a cidade, chamou sua atenção o Edifício Sede da Secretaria da Produção e Abastecimento, projeto de Carlos M. Fayet Fayet, recém terminado. É possível que tenha reconhecido no projeto de Fayet relações com suas propostas para escolas na região do Caribe. Fayet foi designado para projetar o Edifício Sede da Secretaria da Produção e Abastecimento – SPA, cujo projeto e execução, dada sua singeleza, poderiam passar despercebidos se não denotassem determinada racionalidade construtiva e formal, adequada a condições de economia e sistematicidade, que chamaram a atenção de Neutra. Por outro lado, em Porto Alegre, o final da década de 1950 sinalizava certo fortalecimento do recato da arquitetura moderna produzida no sul em relação à arquitetura carioca, em especial ao uso acrítico do livre-formismo que, como em outras disseminações, começava a propagar certo formalismo gratuito, segundo os observadores locais. Esta posição se evidencia com a opinião de dez reconhecidos arquitetos gaúchos analisando o conservadorismo da arquitetura moderna no sul em publicação sobre o tema. Participaram os arquitetos Irineu Breitman, Carlos M. Fayet, Edgar A. Graeff, Emil A. Bered, Demétrio Ribeiro, Moacyr Moojen Marques, Luís Fernando Corona, Luís Carlos Cunha, CláudioLuís Araújo e João José Vallandro . LUCCAS, em relação a esta publicação, cita que "perguntados se o Rio Grande do Sul comportava uma arquitetura diferente daquela comum em outros centros brasileiros, respondiam, que, na produção local, ‘não há quase formismo livre, nem ânsia pelo original’, assumindo a dissidência ao modelo em declínio" . A parcimônia formal com que a arquitetura moderna no sul foi tradicionalmente praticada, dadas as idiossincrasias locais, passou a coincidir também com determinada dissidência daquela arquitetura "oficial" produzida no Rio de Janeiro, desde os anos 1930, com crescente influência das tendências neoplásticas, principalmente de Mies, Wright e dos arquitetos da costa oeste norte-americana, a partir de São Paulo. Neutra estabeleceu escritório em Porto Rico, em 1943, onde realizou projetos de mais de duas centenas de miniescolas, centros rurais de saúde, creches, habitação coletiva e hospitais, com forte sentido de adaptação dos fundamentos formais da arquitetura moderna e princípios de uma arquitetura universal, contextualizada às condições climáticas, econômicas e sociais locais, estudadas atentamente, dentro de análise caracterizada por ele, posteriormente, como "biorrealismo". A análise de Neutra do comportamento fisiológico do ser humano, sua interação com o meio ambiente e consequentes exigências em termos de requerimentos arquitetônicos é uma espécie de manifesto, bastante intuitivo, de afirmação da universalidade da arquitetura moderna, com sistemas de racionalização e standartização adequados a especificidades tanto biológicas quanto de caráter social, cultural e ambiental. Essas teorias, apresentadas na conferência de São Paulo em 1959, estão em publicação, organizada a partir de conferências anteriores e uma espécie de autobiografia de sua vida nos Estados Unidos, publicada em Buenos Aires um ano antes da conferência em Porto Alegre. Baseado nessa experiência pouco conhecida, publicou suas análises, propostas e projetos para o programa de educação e saúde do governo de Porto Rico – com significativa influência na arquitetura dos trópicos da América Central e alguma na América do Sul – em publicação (português-inglês), com introdução de Gregory Warchavchik, realizada na sua vinda ao Brasil em 1945, a serviço do Departamento do Estado dos E.U.A., dentro dos programas de aproximação norte-americana do pós- guerra. AMORIN e LOUREIRO afirmam que: O impacto do livro, apesar de pouco referido, parece ter sido significativo: veio representar uma importante referência para a elaboração de projetos de edificações públicas, sobretudo para as redes de ensino [...]. O fim da Segunda Guerra Mundial apresentou o cenário apropriado para a aplicação em larga escala de várias concepções arquitetônicas e tecnológicas desenvolvidas na Europa nas décadas de 20 e 30 do século XX. Problemas de racionalização e pré-fabricação da construção foram equacionados com a integração entre indústria e canteiro de obras, sobretudo relacionadas às obras de caráter social, como habitação, escolas e equipamentos de saúde.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Prof. Dr. Nádia Somekh
Descrição: Sustentabilidade de projetos urbanos de regeneração de áreas urbanas patrimoniais nas metrópoles sul-americanas, a ser desenvolvido com o professor visitante Dr. Silvio Mendes Zancheti (Fapesp), cuja estadia na FAUUPM se inicia no segundo semestre de 2013 e tem previsão de término no segundo semestre de 2014. A pesquisa objetiva avaliar o uso da estratégia de projetos urbanos na formação de uma sustentabilidade de longo prazo das áreas urbanas patrimoniais de metrópoles. Os projetos de regeneração urbana serão analisados segundo três componentes da sustentabilidade: a físicomaterial do patrimônio (conservação), a econômica e a social e da sustentabilidade geral. Avaliação do uso de projetos urbanos na formação de uma sustentabilidade de longo prazo das áreas urbanas patrimoniais, buscando elementos de replicabilidade em São Paulo (Projeto Urbano Mooca Vila Carioca). O projeto parte da hipótese de que os projetos urbanos em áreas históricas realizados no Brasil não apresentam índices de sustentabilidade urbana satisfatórios se comparados aos da América Latina, nem sempre são socialmente inclusivos e justos e ambientalmente equilibrados. Dada a hipótese de que o país não possui hoje modelo de Projeto Urbano eficiente para áreas históricas, a presente pesquisa se justifica na medida em que propõe a sistematização e criação de uma metodologia de análise que possibilita a comparação dos projetos brasileiros com outras experiências, possibilitando, portanto, a confirmação da hipótese. Na pesquisa proposta, combinar-se-á a revisão bibliográfica à análise dos estudos de caso, a fim de conhecer os aspectos teóricos envolvidos com Planos e Projetos Urbanos dos casos escolhidos, bem como identificar e analisar criticamente suas relações, no objetivo de orientar a política urbana. Para isso, pretende-se adotar os projetos de intervenção em áreas históricas como estudos de caso, implicando em pesquisa utilizando fontes documentais secundárias, bem como observações empíricas específicas. Impõe-se historiar o processo de concepção, institucionalização e implementação de planos vinculados a projetos urbanos escolhidos, identificando nessa lógica as formas de abordagem do patrimônio cultural Para o desenvolvimento da pesquisa, serão estudadas duas situações distintas de áreas urbanas patrimoniais de cidades latino americanas: a) aquelas onde foram utilizados estratégias de projetos urbanos de requalificação. b) as que utilizaram estratégias por meio da regulação urbanística e de instrumentos tradicionais de planejamento urbano. De forma a melhor caracterizar as áreas em estudo, a pesquisa de cada caso se dará nos seguintes níveis: Sustentabilidade físico-material; Sustentabilidade econômica; Sustentabilidade social. Ao fim, essas cidades serão comparadas entre si e com uma terceira situação, a das cidades europeias, a ser usada como referência de sustentabilidade urbana. As cidades europeias, a serem utilizadas como referência, serão escolhidas pelo critério de terem sido objeto de estudo de avaliação de projetos de requalificação ou regeneração urbana, onde os três tipos de sustentabilidade foram tratados. Os casos serão escolhidos por meio da pesquisa “Metrópole Contemporânea e Projetos Urbanos: Patrimônio e Inclusão” onde alguns dos das seguintes casos serão tratados: Amsterdã (Países Baixos), Rive de Gauche/Paris (França), Bercy/Paris (França) e Lisboa (Portugal). Estudos empíricos são importantes pois, como afirmou Jacobs (2003) “o funcionamento das cidades na prática, .... é a única maneira de saber que princípios de planejamento e que iniciativas de reurbanização conseguem promover a vitalidade socioeconômica nas cidades”. Essas três experiências europeias apresentam uma situação única de vitalidade em seu centro histórico, com equilíbrio entre as atividades cotidianas e turísticas e alta qualidade de vida de seus habitantes (Deben & Salet, 2004; Pickard 2001). Conforme necessário, outros exemplos podem ser adicionados ao corpo da pesquisa, de maneira a fornecer elementos extras para consubstanciar a análise (Rojas & Lanzafame 2011). Resultados em 2014: O principal resultado é a organização e redação de relatório de pesquisa, a ser entregue em março de 2015. Devem ser pontuadas as orientações de mestrado em andamento, de Bruna Fregonezi, “As transformações contemporâneas na Região Central de São Paulo de 1997 a 2014”, de Fernanda Militelli “Transformações urbanas, utopia ou possibilidade? - O exemplo de Bogotá”, e de Paula de Moraes Lopes, “Patrimônio e cidade contemporânea: regeneração do centro histórico de Porto Alegre” (Mestrado em Associação Temporária PPGAU e UniRitter) e a orientação de mestrado concluída de Cassia Calastri Nobre, “Projetos Urbanos ou Empreendimentos Imobiliários? O caso da cidade Pirelli em Santo Andre”, e Roberta Laredo, “Construindo o espaço público contemporâneo: o caso da praça Victor Civita”.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Descrição: Contribuição a partir de uma prática de três décadas, para a (re) formulação de Políticas Públicas que permitam enfrentar novos e velhos problemas urbanos no Brasil. A questão habitacional, da verticalização excludente e da falta de condições de vida para maioria da população se somam aos “novos” problemas de violência e desemprego. Uma reflexão da relação entre Estado e Mercado e a possibilidade de construir projetos Urbanos que tragam sustentabilidade, qualidade de vida e inclusão social é a essência desta pesquisa. O projeto de Pesquisa aqui apresentado insere-se num momento de balanço acadêmico/profissional, que se consubstanciou na memória apresentada dia 7 de fevereiro de 2011 na EHESS (École de Hautes Études en Sciences Sociales) e que resultou no artigo publicado em maio de 2012, no Arquitextos “Trinta Anos de Urbanismo: Teoria e Ação”, base deste Projeto de Pesquisa. A pesquisa ora apresentada para a bolsa de Produtividade se baseia neste percurso de mais de 30 anos onde a reflexão sobre a experiência de gestão, produz conhecimento. Esta é também a identidade do Programa de Pós-Graduação e Arquitetura e Urbanismo do Mackenzie, cujo Mestrado (2000) e Doutorado (2006) foram estruturados sob a nossa coordenação (1999/2001) e direção (2005/2009). Atualmente na militância pela arquitetura na produção de Cidades de Qualidade sou Conselheira do CAU, recém criado Conselho de Arquitetura e Urbanismo, do IAB como representante do CONPRESP- Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico de São Paulo, trabalho voluntário que alimenta nosso conhecimento sobre a realidade urbana. Resultados em 2010: Em 2010, teve boa repercussão a tradução e apresentação do livro de François Ascher “Os Novos Princípios de Urbanismo” , bem como o artigo para o Urban Age: “ New Forms of Metropolitan governance” . Projetos Urbanos, Metrópole Contemporânea e ainda a Verticalização questão foco de estudo desde 1978, fazem parte das minhas preocupações de Pesquisa, cuja agenda foi apresentada no Seminário CAPES sobre Metropolização em 2010 e 2012. Destaca-se a participação no comitê científico do I ENANPUR (Rio) em 2010 e no Congresso Pan-americano de Arquitetos a ser realizado em Maceió em Novembro próximo. Resultados em 2011: Neste mesmo ano de 2011 no IUP, Instituto de Urbanismo de Paris, organizamos o Seminário DIALOGOS França/Brasil I A Produção da Metrópole Contemporânea e em março de 2012 Diálogos II A Construção da Metrópole Contemporânea, na FAU Mackenzie, organizados com Ana Fernandes (UFBA) e Jean Pierre Frey (IUP) e financiado pela FAPESP. Durante os 5 anos de estágios pós doutorais, estivemos no IUP, como professora convidada em 2009 e 2011, neste período a pesquisa sobre Projetos Urbanos na Europa foi desenvolvida (com apoio CNPq e Urban Age) e tem continuidade com o projeto CAPES/NUFFIC, coordenado pelo Professor Nestor Goulart Reis Filho. Está no prelo o capítulo de livro “A Verticalização em São Paulo: a produção da Cidade Difusa e Excludente” , que atualiza a dissertação de mestrado, de 1987 que apresenta o panorama da Verticalização em São Paulo, de 1920 até hoje, resultado do grupo de pesquisa o Desenho da Cidade e a Verticalização. Além disso, está aprovado para apresentação oral e publicação do XII SHCU, no qual participamos do Comitê Científico, a ser realizado em Porto Alegre, o artigo” A Cidade como negócio: A Verticalização e as ideias de Anhaia Mello”. Também no prelo dois artigos aprovados para a revista Oculum. O primeiro: “Projetos Urbanos e Inclusão Social: Milão Pirelli La Bicocca” e a resenha do livro de David Harvey “O Enigma do Capital”, Boitempo, São Paulo, 2011. Lançado na Nona Bienal Internacional de Arquitetura de São Paulo, o livro “Projetos Urbanos em São Paulo”, conta com um capítulo ”Um Projeto urbano para São Paulo” publicado. Organizamos no Mackenzie também em 2011 o seminário “BRASIL METROPOLITANO”, que resultou numa publicação do Senado Federal. Resultados em 2012: Também fizemos parte do Comitê de organização do 15 th IPHS, realizado em julho 2012, onde apresentamos o trabalho publicado nos anais:” São Paulo Planning History:From Sanitarism to Strategic Projects”. Resultados em 2013: O projeto gerou a possibilidade de pesquisas correlatas, como “ Metrópole contemporânea, projetos urbanos, patrimônio e inclusão: um manual de experiências” e um dos principais resultados foi a aprovação do projeto de autoria do prof. Dr. Silvio Mendes Zancheti, do PPGAU UFPE, “ Projetos de revitalização de áreas urbanas patrimoniais de cidades da América Latina: experiências comparadas de sustentabilidade urbana” , junto à FAPESP, para que fosse Professor Visitante no PPGAU UPM no período de um ano. Foram importantes resultados a organização do evento Projetos Urbanos, Patrimônio Histórico e Plano Diretor: princípios, ações e instrumentos, Seminário realizado em 02/05/2013, sediado na Universidade Presbiteriana Mackenzie (São Paulo) e o evento Seminário Internacional Cultura, Patrimônio e Plano Diretor: instrumentos de diálogo e cidadania, realizado em 2 e 3 de setembro de 2013, com a parceria do DPH, sediado na Praça das Artes, em São Paulo. Tais resultados se integram aos da pesquisa “Metrópole contemporânea, projetos urbanos, patrimônio e inclusão: um manual de experiências”, também liderada pela docente. Destaque também para a organização do seminário “8a. Semana do meio ambiente. Memória viva: patrimônio histórico e cultural”, no âmbito do Departamento de Patrimônio Histórico do Município (DPH) que trouxe o Professor Carlos Alberto Cerqueira Lemos como palestrante. Resultados de 2014: O resultado mais significativo foi a organização da Semana do Patrimônio Histórico DPH-SP, com o objetivo de ampliar o debate sobre o patrimônio artístico, cultural e ambiental da cidade. O evento foi uma parceria do Departamento de Patrimônio Histórico (DPH) da Secretaria Municipal de Cultura e da FAU Mackenzie e PPGAU UPM, com apoio Universidade Presbiteriana Mackenzie, e foi realizado entre os dias 16 e 18 de dezembro, como Semana de Valorização do Patrimônio Histórico. Foram realizadas sete mesas de debate com convidados especialistas na área de preservação, que tiveram a participação dos Profs. Nadia Somekh, Eunice Abascal, Candido Malta Campos Neto, José Geraldo Simões Jr., Valter Caldana, da discente doutoranda Eliana Barbosa (que coordenou uma mesa) e da egressa Lorraine Claudio, que defendeu dissertação sobre a temática Projetos Urbanos com ênfase na preservação.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Prof. Dr. Rogério de Castro Oliveira
Resumo: O Grupo de Pesquisa, sediado no Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo do Centro Universitário Ritter dos Reis, vincula-se às atividades do Laboratório II (Projeto de Arquitetura e Urbanismo: teorias e técnicas) do Curso de Mestrado (ministrado pela associação UniRitter/Mackenzie), proposto simultaneamente como formação de pesquisa e fórum de reflexão no campo teórico-prático do projeto arquitetônico. Assim, a própria organização curricular do curso dá suporte ao programa de investigação implicado nas atividades do Grupo, conectando-o também ao contexto da graduação: a disciplina de Introdução à Arquitetura I oferece ao estudante de arquitetura acesso preparatório ao campo dos estudos projetuais, com participação de mestrandos e acompanhamento de estagiário docente (bolsista CAPES/FAPERGS). O grupo acolhe investigação realizada com bolsa de Produtividade em Pesquisa II do CNPq, e tem desenvolvido atividades com apoio institucional UniRitter e fomento da FAPERGS.
Linha de pesquisa: Projeto, Processos e Sistemas
Descrição: O estudo proposto parte da premissa de que na iniciação à prática do projeto o aluno deve ser apresentado a uma situação de projeto que permita uma visão menos impressionista e mais acurada da ação de projetar, bem como da construção do projeto como representação de uma arquitetura possível. Concepção e representação do espaço arquitetônico formam um todo que deve ser objeto de exercitação, ainda que preliminar, de um pensamento arquitetônico aberto à crítica. Uma investigação sobre as condições da iniciação do estudante à prática do projeto deve voltar-se para a explicitação dos operadores que serão postos em relação tanto no exercício de projeto como na discussão crítica dos resultados. Preliminarmente, este projeto de pesquisa assume como hipótese inicial de sistematização o reconhecimento de quatro pares de operadores assumidos como fundamentais no processo de concepção de arquiteturas, entendidas como ordenações possíveis de um território que abrange edifício e entorno: a) Relações entre sítio e programa; b) Relações entre interior e exterior; c) Relações entre novidade e preexistência; d) Relações entre partido e repertório. As relações entre os pares de operadores acima relacionados são mediadas por procedimentos de configuração do espaço projetado. Um segundo plano de investigação se sobrepõe ao estudo dos operadores projetuais considerados essenciais: o dos sistemas de representação adequados ao aprendizado inicial do projeto, em um momento em que o aluno não domina ou mesmo desconhece as técnicas usuais de desenho e modelagem empregadas na prática profissional do arquiteto. Como sem representação não há projeto, este ponto coloca dificuldades muito específicas a serem superadas no planejamento pedagógico das atividades do atelier. É preciso contar com o conhecimento prévio trazido pelos estudantes e inseri-lo na sua incipiente formação em arquitetura, incluindo na pauta didática saberes que se originam em um contexto alheio ao do ensino de arquitetura. Isto se aplica, em particular, à cultura digital, que já faz parte do dia-a-dia dos recém-ingressados na graduação. Este projeto de pesquisa levanta a hipótese de que na iniciação à prática do projeto os sistemas de representação trabalhados no atelier devem associar croquis e gráfica digital, de modo a potencializar as possibilidades de imediata fixação e manipulação de configurações arquitetônicas. Ambas vão construindo uma produção que se mostra constantemente. Os meios informatizados de representação permitem ao aluno principiante, em sequência ou mesmo paralelamente ao ensaio de possibilidades de configuração através dos croquis, representar seu trabalho com um grau de finalização e completude que o manejo hesitante da graficação manual não permite. Ora, tudo indica que a imersão do projeto em um ambiente crítico implica sua explicitação. Portanto, na iniciação ao projeto é preciso explorar todas as formas de representação que garantam proficiência na construção documental dos trabalhos desenvolvidos no atelier, gerando representações que se mostram lado a lado como catálogo de realizações, o qual pode e deve ser exibido e comentado publicamente. Embora esta constatação possa ser adotada como premissa, sua implementação em sala de aula coloca problemas operacionais ainda não suficientemente esclarecidos, e indicam para a pesquisa aqui proposta um horizonte de observação e modelização pedagógica. Subsiste como tema de investigação a questão de como romper a resistência inicial do estudante à fixação de hipóteses de partido arquitetônico que possam ser objeto de análise e, quando necessário, de recomposição. No contexto institucional, a investigação integra a linha de pesquisa "Projeto de Arquitetura e Urbanismo: processos e sistemas", do Programa de Pós-Graduação em Arquitetura do UniRitter (M.Arq.Urb UniRitter~Mackenzie).
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Prof. Dr. Sergio Moacir Marques
Descrição: Desenvolvimento da Etapa Monitoramento e atualização do acervo Arquitetura de Concursos no Rio Grande do Sul, em parceria com A FA/UFRGS e IAB/RS.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Descrição: A idéia de Arquitetura Moderna Gaúcha não se desenvolveu em termos de sistemas compositivos e elementos formais próprios, suficientes para sustentação de escola arquitetônica regional irradiadora e de um corpo disciplinar hereditário que fizesse jus à uma identidade formal. Em obras inaugurais de determinados expedientes da Arquitetura Moderna no Rio Grande do Sul, epítetos de comedimento, rigor, racionalidade, economicidade, pragmatismo, frugalismo e sobriedade dão vazão à certa maneira de compreender e proceder mediante o problema arquitetônico, reveladora dos pormenores da Arquitetura Brasileira no sul. A FAU-UniRitter, tem se distinguido no campo da pesquisa sobre o projeto de arquitetura e sua inserção no cenário contemporaneo, em particular as manifestações do Movimento Moderno espressas na Arquitetura Moderna Brasileira da região meridional.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Prof. Dr. Wilson Flório
Descrição: A presente pesquisa tem como objetivo investigar a geometria de nove projetos de Oscar Niemeyer. Os projetos que fazem parte do objeto de estudo são os seguintes: 1.Teatro do Ministério da Educação e Saúde (1948); 2. A Fábrica Duchen (1950); 3. Pavilhão das Indústrias (Bienal) e das Artes (Oca) (1950); 4. Conjunto Juscelino Kubitschek (1951); 5. Igreja Nossa Senhora de Fátima (1958); 6. Palácio da Alvorada (1958); 7. Auditório da Bolsa do Trabalho de Bobigny (1967); 8. Museu Oscar Niemeyer em Curitiba (2001); 9. Teatro Popular Oscar Niemeyer (2002). O objetivo principal desta pesquisa é investigar o papel da geometria na definição dos projetos de Oscar Niemeyer. Mas também há outros objetivos: i. Estabelecer um método de investigação de formas complexas por meio da modelagem paramétrica e fabricação digital; ii. Investigar espaços por meio de simulações digitais. Devido ao forte apreço do arquiteto pelas formas curvas, a intenção é identificar o modo peculiar do arquiteto de definir formas e espaços curvilíneos em seus projetos. Embora se tenha conhecimentos de muitas pesquisas concluídas e de váriaspublicações sobre este importante arquiteto moderno, notou-se que não há estudos específicos e sistemáticos sobre a geometria dos vários tipos de colunas, rampas e coberturas curvilíneas criados em seus projetos. Neste projeto de pesquisa são apontados os estudos antecedentes dos principais autores sobre a obra do arquiteto. Os conceitos e argumentações teóricas proporcionarão a fundamentação do estudo. Nesta pesquisa, com o auxílio das novas tecnologias digitais, a metodologia de investigação dos projetos selecionados será a modelagem paramétrica desses elementos construtivos e a fabricação digital de modelos físicos. Este tipo de modelagem geométrica permite definir, com precisão, a geometria de elementos curvilíneos no espaço. Com este recurso é possível modelar curvas complexas com grande facilidade, de modo a identificar a geometria dos edifícios. A fabricação digital permitirá materializar os modelos tridimensionais, de modo a permitir aprofundar a investigação sobre as formas e espaços concebidos em cada projeto. Para a obtenção de informações precisas deste objeto de estudo, serão realizadas visitas técnicas à Fundação Oscar Niemeyer no Rio de Janeiro. Alguns órgãos que abrigam os projetos que serão analisados serão também visitados, como IPHAN, Acervo Novacap de Brasília, acervos nas Universidades de Brasília e de São Paulo. A contribuição original desta pesquisa é classificar os princípios geométricos na definição de suas formas curvas de colunas, rampas e coberturas curvilíneas, de modo a produzir novos conhecimentos sobre o processo de projeto deste importante arquiteto.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Descrição: Estudo dos projetos não construídos do arquiteto João Batista Vilanova Artigas. O objeto de investigação são quinze projetos no Estado de São Paulo. Estão sendo investigados edifícios institucionais, comerciais e residenciais. O propósito é contribuir para a reflexão sobre projetos que não foram construídos, integrando este novo conhecimento ao conjunto da obra já amplamente conhecida do arquiteto, que é a obra construída. Esta pesquisa amplia a pesquisa anterior sobre a obra deste arquiteto. Estes conhecimentos serão disponibilizados em um site, constituindo-se assim uma documentação digital de obras não construídas do arquiteto. Resultados em 2013: Destaque à publicação em periódico do artigo Expertise em Projeto: como conhecimentos, experiências e habilidades diferenciam arquitetos expertos dos novatos, Revista Pós FAUUSP, 2013. Artigos publicados em Anais “Habitar moderno en la arquitectura de João Batista Vilanova Artigas. El ambiente estudio en los proyectos no construidos”, no 3er Congreso IberoAmericano Teoria del Habitar, 2013, Montevideo. 3er Congreso Iberoamericano de Teoría del Habitar (ALTEHA). Artigo “Digital fabrication of physical models to analyze unbuilt projects using laser cutter”, no Advanced Research in Virtual and Rapid Prototyping, VRAP, Leiria/Portugal. Artigo “ Projeto Residencial Moderno na Arquitetura de João Batista Vilanova Artigas: Análise de partidos arquitetônicos nos projetos não-construídos” , publicado nos Anais do 8º. Fórum de Pesquisa FAU- Mackenzie, A Condição Contemporânea do Projeto: Arquitetura, Urbanismo, Design, 2013, e ainda “ As rampas nos projetos residenciais não-construídos de Vilanova Artigas”, nos Anais do 6o. PROJETAR: O projeto como instrumento para a materialização da arquitetura: ensino, pesquisa e prática, Salvador. As orientações de mestrado incluem Pedro de Melo Saraiva, “A arquitetura habitacional de Pedro Paulo de Melo Saraiva de 1960 a 1990: conceito e linguagem”. Resultados 2014: Foram publicados dois (2) artigos em periódicos qualificados, o artigo “Os projetos residenciais não-construídos de Vilanova Artigas em São Paulo”, na Revista Pós FAUUSP, e o artigo “As rampas e o estúdio nos projetos residenciais não construidos de João Batista Vilanova Artigas”, na Revista Arq.Urb, em co-autoria com Ana Tagliari. As orientações de mestrado vinculadas incluem a de Pedro de Melo Saraiva, “A arquitetura habitacional de Pedro Paulo de Melo Saraiva de 1960 a 1990: conceito e linguagem”, a de Carmem Lisiane Flores Carlotto, com a pesquisa “A arquitetura de Vilanova Artigas no Paraná: estudo de seis projetos entre 1945 e 1975”, aluna do mestrado acadêmico em Associação Temporária PPGAU Centro Universitário Ritter dos Reis UniRitter, e também a aluna de Iniciação Científica, Mariana Cardoso Silva.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Resumo: O grupo investiga aspectos teóricos e práticos sobre a concepção, o desenvolvimento e a construção de edifícios. Baseado nos conceitos de cognição em projeto e de epistemologia da prática projetual, os pesquisadores investigam as ações cognitivas e as práticas operativas de projeto. A reflexão-na-ação e reflexão sobre a prática são realizados a partir do estudo dos artefatos produzidos pelo arquiteto. A arquitetura contemporânea produzida com recursos digitais incorpora uma crescente complexidade formal-espacial decorrente de algumas possibilidades de manipulação e controle por meio de ferramentas computacionais. O objetivo deste grupo é analisar o processo de projeto a partir dos meios e ferramentas analógicos e digitais, de modo a permitir a compreensão das atuais linhas de pensamento arquitetônico.
Linha de pesquisa: Projeto, Processos e Sistemas
Descrição: Na atualidade o enfrentamento da carência de moradias de baixa renda em áreas precárias ou de risco, bem como estabelecimento de relações entre direito à moradia, equidade e justiça ambiental, consistem em problemas de pesquisa significativos. Levantamento, sistematização, simulações e análises georreferenciadas e integradas com usos de novas tecnologias de projetos de habitação de interesse social, ao longo de cinco décadas, são fundamentais para entender a complexidade deste problema em suas múltiplas dimensões ambiente, espaço e sociedade - e ao mesmo tempo, podem contribuir para fundamentar políticas públicas com base em conhecimento interdisciplinar. O objetivo geral deste projeto é contribuir para a implantação do Núcleo de Estudos Interdisciplinares no âmbito da Pós-Graduação Stricto Sensu da Universidade Presbiteriana Mackenzie que compartilhará equipamentos e pesquisas que envolvem diversas áreas de conhecimento, entre elas a questão da moradia em assentamentos precários e o papel das novas tecnologias para a formulação de políticas públicas urbanas e melhoria das condições de vida das populações vulneráveis. Como objetivo específico busca-se implementar um sistema de informações e imagens, com o auxílio de geoprocessamento de informações (SIG) e outras ferramentas tecnológicas, tendo como objeto propostas de HIS na Região Metropolitana de São Paulo, a partir da década de 1960 até o presente. As experiências compiladas serão também modeladas digitalmente (modelagem 3D), utilizando-se de tecnologias computacionais que possibilitam visualização e exploração de soluções projetuais de grande complexidade. Para tanto, a pesquisa abrange a análise e a operacionalização de tipologias habitacionais das unidades e de seus elementos construtivos, modelados parametricamente e geoprocessados. Estes procedimentos possibilitam ainda a geração de protótipos rápidos, isto é, maquetes tridimensionais, a partir dos modelos computacionais. A interação e uso simultâneo de recursos computacionais diversificados, reunindo compilação, modelagem, geoprocessamento e correlação de informações advindas de bancos de dados específicos e complexos. O recorte temporal envolve a década de 1960, quando proposições de HIS foram implementadas em larga escala até o presente ano. Tendo como recorte empírico inicial os projetos de HIS implantados na RMSP neste período, busca-se montar um quadro panorâmico dos projetos nesta área, para em seguida, a partir de um recorte especifico, elaborar um sistema de informações e documentação digital que contribuirá para as em recentes pesquisas dos envolvidos nesta proposta, bem como pesquisas futuras. O Núcleo de Estudos Interdisciplinares tem como propósito a produção de conhecimentos interdisciplinares. A partir do compartilhamento de laboratórios e salas interativas que agregam equipamentos tecnológicos, sistemas de informação e de imagens busca-se promover a colaboração e a sinergia entre os seguintes Programas de Pós-Graduação Strico Sensu da UPM: Administração de Empresas (PPGADM); Arquitetura e Urbanismo (PPGAU); Ciências e Aplicações Geoespaciais (PPGCAGE); Ciências da Religião (PPGCR); Direito Político e Econômico (PPGDPR); Distúrbios do Desenvolvimento (PPGDD); Educação, Arte e História da Cultura (PPGEAHC); Engenharia Elétrica (PPGEE); Letras (PPGL). No âmbito desta proposta, o Núcleo de Estudos Interdisciplinares será constituído por dois laboratórios: 1) Laboratório de Interações Sociais e Humanas; 2) Laboratório Sistema de Informações e Processamento de Dados e Imagens. Cada laboratório abrigará os subprojetos propostos pelos Programas de Pós-Graduação da UPM que, apesar dos seus objetivos distintos, compartilharão equipamentos entre si e entre os demais subprojetos do outro laboratório, buscando assim estimular ações interdisciplinares entre suas equipes e disseminar o conhecimento à sociedade. Resultados em 2013: A orientação de mestrado de Betina Conte Cornetet, com a pesquisa O uso do BIM como plataforma colaborativa para aprimorar a compatibilização entre projetos, aluna do mestrado em Associação Temporária PPGAU Centro Universitário Ritter dos Reis UniRitter. Deve-se destacar a orientação da iniciação científica de Breno Tisi Mendes da Veiga.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Descrição: O objetivo desta pesquisa é definir o papel da experimentação e suas influências no processo decisório das soluções projetuais durante a elaboração das sucessivas etapas do processo de ensino-aprendizagem de projeto em Arquitetura. A pesquisa envolve ações conjuntas realizadas nos Laboratórios de Conforto, Maquete e Informática. A intenção é promover experimentações usando diversos meios de representação e simulação, que permitam ao estudante de arquitetura testar e compreender a importância de utilizar vários processos de investigação de seus projetos. A pesquisa, em sua primeira etapa, foi dividida em duas fases. Na primeira, os 450 trabalhos realizados por alunos do último ano do Curso nos últimos 4 anos foram sistemicamente selecionados, catalogados, manipulados e armazenados em formato digital. Na segunda fase os trabalhos mais significativos foram classificados e comparados por tipos de experimentos realizados, nos três laboratórios. Pretende-se divulgar essa pesquisa em eventos científicos e produzir material didático para as atividades realizadas nesses laboratórios. Essa etapa da pesquisa contribuiu para a investigação sobre o processo de projeto e de pesquisa em arquitetura. Em sua segunda etapa, a pesquisa dá prosseguimento ao entendimento do processo cognitivo realizado pelos estudantes durante seu processo de projeto. A intenção é investigar as ações cognitivas realizadas pelo estudante durante a realização de seu projeto. O método utilizado é monitorar cada projeto a partir dos artefatos produzidos pelo estudante durante toda a realização do projeto, processo que tem a duração de dois semestres. Os resultados obtidos até o presente momento demonstram que é possível capturar o processo de projeto a partir de um minucioso monitoramento dos artefatos produzidos ao longo dos dois semestres. Resultados em 2012: O projeto possibilitou uma base para a submissão de uma nova proposta que contribui para a reflexão sobre projetos que não foram construídos, “Análise de projetos não construídos de Vilanova Artigas em São Paulo”, à Chamada MCTI /CNPq /MEC/CAPES No 18/2012 - Ciências Humanas, Sociais e Sociais Aplicadas, obtendo aprovação. Destaque-se também a publicação de artigo em periódico qualificado, “Estudo dos projetos residenciais não construídos de Vilanova Artigas em São Paulo”, na Arquiteturarevista (UNISINOS). Destaca-se a publicação de 02 artigos em periódicos Qualis B2. Resultados em 2013: Destaca-se o artigo “O croqui no atelier de projeto: desafios do ensino de arquitetura na era digital, publicado na primeira edição do novo periódico eletrônico Revista Brasileira de Expressão Gráfica. Destaca-se os artigos em Anais “Modelagem Paramétrica de Projeto Destinado a Abrigo de Emergência” em Anais do III Simpósio Brasileiro de Qualidade do Projeto no Ambiente Construído. VI Encontro de Tecnologia de Informação e Comunicação na Construção, 2013, Campinas. III Simpósio Brasileiro de Qualidade do Projeto no Ambiente Construído e VI Encontro de Tecnologia de Informação e Comunicação na Construção: Qualidade de projeto na era digital integrada ANTAC, Porto Alegre. Deve-se lembrar ainda a publicação, juntamente com a discente de Iniciação Científica Oma R. Santos “ A arquitetura contemporânea de Marcio Kogan, Angelo Bucci e Andrade Morettin” , e “ Frank Lloyd Wright e os Desenhos de Arquitetura: representação do público e privado” , em Anais do 8o. Fórum de Pesquisa FAU-Mackenzie: “ A Condição Contemporânea do Projeto: Arquitetura, Urbanismo, Design” , outubro de 2013, bem como “ Investigação de espaços não-construídos por meio de fabricação digital de maquetes” , no X International Conference on Graphics Engineering for Arts and Design, 2013, Florianópolis. GRAPHICA'13 - X International Conference on Graphics Engineering for Arts and Design, Florianópolis. As orientações de mestrado incluem a de Paola Lazzareschi Nesse, Mestrado Acadêmico no Mackenzie, com a pesquisa “Benno Perelmutter e Marciel Peinado: O Projeto da Escola”, e de Vagner Gonçalves Wojcickoski, com a pesquisa “Além da concepção e representação: o BIM e a qualidade do projeto arquitetônico”, aluno do mestrado acadêmico em Associação Temporária PPGAU Centro Universitário Ritter dos Reis UniRitter. Resultados 2014: A produção mais significativa é o capítulo “Digital fabrication of physical models to analyze unbuilt Project”, no livro organizado por Paulo Jorge da Silva Bártolo et al “High Value Manufacturing: Advanced Research in Virtual and Rapid Prototyping”. Houve ainda publicações de trabalhos completos em anais de congressos, nacionais e internacionais, como no III ENANPARQ: arquitetura, cidade e projeto, no Encontro Nacional de Tecnologia do Ambiente Construído, em Proceedings of the XVIII Conference of the Iberoamerican Society of Digital Graphics - SIGraDi: Design in Freedom. As orientações de mestrado em andamento são as de Paola Lazzareschi Nese, com a pesquisa “Benno Perelmutter e Marciel Peinado: O Projeto da Escola”, de Alexandre de Carvalho Barone, com a pesquisa “A arquitetura de Siegbert Zanettini: estudo de obras a partir das três técnicas de pré-fabricação”, a de Vagner Gonçalves Wojcickoski, com a pesquisa “A Hibridação dos Meios de Representação no Atelier de Projeto”, o aluno do mestrado acadêmico em Associação Temporária PPGAU Centro Universitário Ritter dos Reis UniRitter. Destacam-se ainda as três orientações de TFG, das alunas Camila Soares Gallis, Italla Godinho Sanches e Guilherme Leal Morozini.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Livros e Capítulos de livros

BERGDOLL, Barry (Org.); COMAS, Carlos Eduardo (Org.); LIERNUR, Jorge Francisco. (Org.); DEL REAL, Patricio (Org.). Latin America in Construction: Architecture 1955-1980. 1. ed. New York: The Museum of Modern Art, 2015. 320p .

COMAS, Carlos Eduardo. The Poetics of Development. Notes on two Brazilian schools. In: Bergdoll, Barry;Comas, Carlos Eduardo; Liernur, Jorge Francisco; del Real, Patricio. (Org.). Latin America in Construction. Architecture 1955-1980. 1ed.New York: The Museum of Modern Art, 2015, v., p. 40- 67.

OLIVEIRA, Rogério de Castro. Além da máquina: a construção da poética corbusiana entre texto e figura. In: Laís Broinstein; Beatriz Santos de Oliveira; Guilherme Lassance; Gustavo Rocha-Peixoto. (Orgs). Leituras em teoria da arquitetura 4: autores. Rio de Janeiro: Rio Books, 2015.

SOMEKH, Nadia; MONEO, R.; LORTIE, A.; GATIGGO, C.; EASTON, V.; CHRIST, E.; BANSAL, A. TYPOLOGY Paris, Delhi, São Paulo, Athens. Review No. III. 1. ed. Suíça: Park Book Press, 2015. 228p .

BRITO, Samuel; CANEZ, Anna Paula. Lucio Costa e o Museu das Missões. In: Cêça Guimaraens. (Org.). Museografia e arquitetura de museus. Rio de Janeiro: Rio Books, 2014, p. 208-223.

FLORIO, Ana Maria Tagliari; FLORIO, Wilson. Digital fabrication of physical models to analyze unbuilt projects. In: Paulo Jorge Bártolo et. al. (Orgs). High Value Manufacturing: Advanced Research in Virtual and Rapid Prototyping. London: CRC Press : Taylor & FrancisGroup, 2014, p. 385-390.

http://www.crcnetbase.com/doi/abs/10.1201/b15961-7...

FRGONEZI, B. B. N.; CIPRIANO, D. S.; ANTONUCCI, D. ; Barbosa,E ; Abascal,E ; MILITELLI, F. A. ; GAGLIOTI, G. ; AMORIM, L. ; CASTRO, L. G. R. ; SIMÕES JÚNIOR, José Geraldo ; SOMEKH, NADIA ; CORREA, V. F. ; CARMO, C. T. H. . Preservando o Patrimônio Histórico: um manual para gestores municipais. 1. ed. São Paulo: CAU - Conselho de Arquitetura e Urbanismo, 2014. v. 1500. 63p .

http://pt.calameo.com/read/0030356838dfce47a4dcd

CASTELLO, Lineu. A Customization of Urbanites. Boosting Place-identity. In: Edward Edgerton; Ombretta Romice; Kevin Thwaites (Eds.). (Org.). BRIDGING THE BOUNDARIES. 1ed.Gottingen, Germany: HOGREFE Publishing, 2014, v. 5, p. 61-72.

http://www.hogrefe.com/program/media/flyingbooks/6...

COMAS, Carlos Eduardo. Brasilia: characterizing monumentality, 1957-1975. In: Kornelia Imesch. (Org.). Utopie et réalité de l'urbanisme. Brasilia- Chandigarh-La Chaux de Fonds. 1ed.Gollion, CH: Infolio, 2014, v. , p. 63-78.



CASTELLO, Lineu. Redesenhando Brownfields em Porto Alegre. In: Vicente del Rio; William Simbieda. (Org.). Desenho Urbano Contemporâneo no Brasil. 1ed.Rio de Janeiro: Editora LTC / Grupo Gen, 2013, v. Único, p. 159-174.

COMAS, Carlos Eduardo; COHEN, J. L.. Le Corbusier and the Brazilian Landscapes 1929-62. In: Cohen, Jean Louis. (Org.). Le Corbusier: An Atlas of Modern Landscapes. 1ed.: , 2013, v. , p. 1-392.

COMAS, Carlos Eduardo ; PINON, H.. Inventário da Arquitetura Moderna em Porto Alegre 1945-65. 1. ed. Porto Alegre: Marcavisual, 2013. 160p .

CUSTÓDIO, Luiz Antônio Bolcato (Org.); LICHT, F. B. (Org.); VIEIRA, S. R. M. (Org.). Livro de Registro das Posturas Municipaes de 1829 até 1888. 1ª. ed. Porto Alegre: Editora da Cidade, 2013. v. 01. 100p .

OLIVEIRA, Rogério de Castro. Uma casa-fábrica de Le Corbusier (Atelier Ozenfant, Paris, 1922). In: Juliano Caldas de Vasconcellos; Tiago Balem. (Orgs). Bloco (9): arquiteturas de trabalhar. Novo Hamburgo: Feevale, 2013, p. 173-183.

http://issuu.com/julianovasconcellos/docs/bloco_9_...

SIMÕES JUNIOR, J. G.. O ideário dos engenheiros e os planos realizados para as capitais brasileiras ao longo da Primeira República. In: CAMPOS, Cristina; ATIQUE, Fernando; DANTAS, George. (Org.). Profissionais, práticas e representações da construção da cidade e do território. 1ed. São Paulo: Alameda, 2013, v. 1, p. 119-140.

SOMEKH, N.. Verticalização em São Paulo: a produção da cidade difusa e excludente. In: MARINS, Paulo; ALVIM, Zuleika. (Org.). Os Céus como fronteira - a verticalização no Brasil. 1ed.São Paulo: GRIFO, 2013, v. 1, p. 91-131.


CANEZ, A. P. M.. Arnaldo Gladosch: o edifício e a metrópole. Porto Alegre: UniRitter, 2008. v. 1. 357p .

CANEZ, A. P. M. (Org.); Cairo Albuquerque da Silva (Org.) . Composição, partido e programa: uma visão crítica de conceitos em mutação. 2. ed. Porto Alegre: UniRitter, 2015. 131p .

http://issuu.com/editorauniritter/docs/composicaop...

CANEZ, A. P. M.; CAIXETA, Eline Maria Moura Pereira; CARUCCIO, Margot Villas Boas; LIMA, Raquel Rodrigues; MAGLIA, Viviane Villas Boas. Acervos Azevedo Moura & Gertum e João Alberto: Imagem e Construção da Modernidade em Porto Alegre. 1. ed. Porto Alegre: UniRitter, 2004. v. 500. 192p.

CANEZ, A. P. M.. Fernando Corona e os caminhos da arquitetura moderna em Porto Alegre. 1. ed. Porto Alegre: Unidade Editorial Porto Alegre/Faculdades Integradas do Instituto Ritter dos Reis, 1998. v. 1200. 209p.

CASTELLO, Lineu. Rethinking the Meaning of Place. Conceiving Place in Architecture-Urbanism. hbk. ed. Farnham, Inglaterra: Ashgate Publishing Limited, 2010. v. 1. 276p.

http://samples.sainsburysebooks.co.uk/978075469607...

CASTELLO, Lineu. A Percepção de Lugar. Repensando o Conceito de Lugar em Arquitetura-Urbanismo. Porto Alegre, RS: PROPAR / UFRGS, 2007. v. Único. 328p.

CASTELLO, Lineu. Investigação de Diretrizes para Um Projeto Ambiental. PORTO ALEGRE: UFRGS, 1986. 231p.

COMAS, C. E. D.; CANEZ, A. P. M.; BOHRER, Glênio Vianna. Arquiteturas Cisplatinas: Roman Fresnedo Siri e Eladio Dieste em Porto Alegre. 1. ed. Porto Alegre: UniRitter, 2004. v. 500. 191p.

COMIN, Alvaro ; SOMEKH, N.. Caminhos para o Centro. São Paulo: PMSP, 2004. v. 1. 420p.

http://www.fau.usp.br/cursos/graduacao/arq_urbanis...

CUSTÓDIO, Luiz Antônio Bolcato. Arquitetura e Urbanismo Jesuítico Guarani. 1. ed. Porto Alegre: uniritter, 2011. v. 01. 298p .

EDITOR, Roger Caves (Org.) ; CASTELLO, Lineu (Org.) ; ABBOTT, Carl (Org.) ; AMBORSKI, David (Org.) ; BIRCH, Eugenie (Org.) ; HUGGINS, Richard (Org.) ; KIRBY, Andrew (Org.) ; GATES, Richard Le (Org.) ; TAKEUCHI, Yuichi (Org.); YOUNG, Alma (Org.); KERVERN, Georges Yves (Org.). Encyclopedia of the City. Londres: Routledge, Taylor & Francis Group, 2005. v. Único. 608p .

FLORIO, W. ; GALLO, H. ; SANTANNA, S. S. ; MAGALHAES, F.. Projeto Residencial Moderno e Contemporâneo: análise gráfica dos princípios de forma, ordem e espaço de exemplares da produção arquitetônica residencial - residências nacionais Volume I. São Paulo: MackPesquisa, 2002. v. 1. 348p.

FLORIO, W.; GALLO, H.; SANTANNA, S. S.; MAGALHAES, F.. Projeto Residencial Moderno e Contemporâneo: análise gráfica dos princípios de forma, ordem e espaço de exemplares da produção arquitetônica residencial - residências internacionais Volume II. São Paulo: MackPesquisa, 2002. v. 1. 236p.

MARQUES, S. M.; ARAÚJO, C. L. G.; LUZ, M.. Arquitetura Contemporânea no Rio Grande do Sul: Monitoramento e Acervo - Arquitetura de Concursos: 1984/2006. Porto Alegre: UniRitter, 2009.

MARQUES, S. M. (Org.); COMAS, Carlos Eduardo Dias (Org.); PEIXOTO, Marta (Org.). O Moderno já Passado | O Passado no Moderno - reciclagem, requalificação, rearquitetura. I. ed. Porto Alegre: Ritter dos Reis, 2009. v. 1. 426p

http://concursosdeprojeto.org/2009/09/19/arquitetu...

MARQUES, S. M.. A Revisão do Movimento Moderno? Arquitetura no Rio Grande do Sul dos anos 80.. 1ª. ed. Porto Alegre: Editora Ritter dos Reis, 2002. 315p .

http://www.docomomo.org.br/biblioteca Revisao ...

PEIXOTO, Marta Silveira (Org.); COMAS, C. E. (Org.); MARQUES, Sergio Moacir (Org.). VII Caderno de Arquitetura UniRitter/PROPAR. Concreto Plasticidade e industrialização na arquitetura do cone sul americano, 1930/1970.. 1. ed. Porto Alegre: Uniritter, 2011.

PEIXOTO, Marta Silveira (Org.). Cadernos de Arquitetura Ritter dos Reis - Arquitetura-História e Crítica. Porto Alegre: Editora Ritter dos Reis, 2000. v. 2.

SIMÕES JUNIOR, J. G. (Org.); LOBO, M. C. (Org.); RIGHI, Roberto (Org.); BRUNA, Gilda Collet (Org.) ; MAGALHÃES, Cláudia Fernanda Riedlinger de (Org.); CAMPOS NETO, Candido Malta (Org.); MOTA, Carlos Guilherme Santos Serôa da (Org.); SILVA, Fernando Nunes da (Org.); SANTOS, L. M. (Org.); VEIGA, C. (Org.); PORTELA, S. (Org.) ; CASTELBRANCO, R. (Org.); FERRAO, J. (Org.). Urbanismo de Colina: uma tradição luso-brasileira. 1. ed. São Paulo e Lisboa: Editora Mackenzie/ IST Press, 2012. v. 1. 474p.

https://books.google.com.br/books?id=dZRIBQAAQBAJ&...

SIMÕES JUNIOR, J. G. (Org.); CAMPOS NETO, Candido Malta (Org.). Palacete Santa Helena: um pioneiro da modernidade em São Paulo. 1. ed. São Paulo: SENAC / Imprensa Oficial, 2006. v. 1.

SIMÕES JUNIOR, J. G.. Anhangabaú: História e Urbanismo. 1. ed. São Paulo: SENAC/ Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2005. v. 1. 192p .

SIMÕES JUNIOR, J. G.. Moradores de Rua na Cidade de São Paulo. 1. ed. São Paulo: Instituto Pólis, 1992. v. 1. 60p .

SIMÕES JUNIOR, J. G.. Cortiços em São Paulo - o problema e suas alternativas. 1. ed. São Paulo: Instituto Pólis, 1991. v. 1. 50p.

SOMEKH, N. (Org.); CAMPOS NETO, Candido Malta (Org.). A Cidade que Não Pode Parar: Planos Urbanísticos de São Paulo no século XX. 1. ed. São Paulo/SP: Editora Mackpesquisa, 2002. v.1. 185p .

http://www.docomomo.org.br/biblioteca Cidade P...

SOMEKH, N.. A Cidade Vertical e o Urbanismo Modernizador. 1. ed. São Paulo: Stidio Nobel/ EDUSP/FAPESP, 1997. v. 1. 234p .

SOMEKH, N.; ROLNIK, Raquel; NÉRY JR, J. M.. Políticas Públicas para o Manejo do Solo Urbano. 1. ed. São Paulo: Pólis, 1996. 100p .

http://www.polis.org.br/uploads/970/970.pdf

SOMEKH, N.; KOWARICK, L.; ROLNIK, Raquel . São Paulo: crise e mudança. 1. ed. São Paulo: Brasiliense, 1990. v. 1. 150p.

XAVIER, Alberto (Org.). Lúcio Costa: sôbre arquitetura. Ed. fac-sim coordenada por Anna Paula Canez. Porto Alegre: Ed. UniRitter, 2007

Artigos em periódicos

FLAIN, E. P.; RIGHI, Roberto. Perfomance Evaluation of Cladding Stone in Buildings and Urban Works. IACSIT International Journal of Engineerig and Technology, v.7, p. 405-409, 2015.

RIGHI, Roberto; NOVAKOSKI, R.. Review on Functional Patterns of Architectural Design of High-Society Houses from 1890 through 1930 in the City of São Paulo, Brazil. International Journal of Science Commerce and Humanities (Ijsch), v. 3, p. 20-35, 2015.

SOMEKH, NADIA. Prêmio APCA 2014: Cristiano Mascaro. Drops (São Paulo), v. 089.1, p. 1-2, 2015.

http://www.vitruvius.com.br/revistas/read/drops/15...

SQUAIELLA, R. B. F.; RIGHI, Roberto. Development Prospects for Distance Higher Education in Brazil - New Tecnologies for the Construction and Dissemination of Education. International Journal for Innovation Education and Research, v. 3, p. 73-83-83, 2015.

TAGLIARI, Ana; FLORIO, W.. Frank Lloyd Wright: Desenhos para uma Arquitetura Visionária. Educação Gráfica (Online), v. 19, p. 212-230, 2015.

http://www.educacaografica.inf.br/artigos/frank-ll...


CANEZ, A. P. M.. Mata-Borrão: Um Grande Olho de Madeira no Centro da Porto Alegre de 1960. Cadernos de Pós Graduação em Arquitetura e Urbanismo (Mackenzie. Online), v. 14, p. 1-17, 2014.

http://editorarevistas.mackenzie.br/index.php/cpga...


CASTELLO, Lineu; CASTELLO, I. R.. LOST IN TRADITION. Traditional Dwellings and Settlements Review, v. 260, p. 1, 2014.

COMAS, Carlos Eduardo. Ciudad, plaza y artes. Summa + (Buenos Aires), v. 135, p. 68-69, 2014.

GAGLIOTI, G.; SOMEKH, NADIA. Evolução Histórica da Verticalização em São Paulo: Balanço e Perspectivas. Revista do Arquivo Municipal (São Paulo) , v. 205, p. 119-132, 2014.

http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/upload/revi...


MARQUES, S. M. . Uma casa, três projetos, cinquenta anos 1958/2008 Porto Alegre RS Brasil. Arquitextos (São Paulo), v. 168, p. 168.1, 2014.

http://www.vitruvius.com.br/revistas/read/projetos...


RAMOS, V. ; RIGHI, Roberto. Arena Castelão em Fortaleza, Avaliando o LEED. Minha Cidade, v. maio, p. 1-5, 2014.

http://www.vitruvius.com.br/revistas/read/minhacid...


RIBEIRO, B. ; RIGHI, Roberto . Rail Transport and Passenger Urban Mobility in São Paulo Metropolitan Area. International Journal of Advanced Tecnology of Enginnering & Science, v. 2, p. 1-6, 2014.

http://ijates.com/images/short_pdf/1411676470_P206...


SIMÕES JUNIOR, J. G.. Town Planning Conference, Londres, 1910. Intercâmbios internacionais nos primórdios do urbanismo moderno e seus reflexos no Brasil.. Arquitextos (São Paulo), v. 15, p. 1-13, 2014.

http://www.vitruvius.com.br/revistas/read/arquitex...


TAGLIARI, A. M. ; PERRONE, R. A. C. ; FLORIO, W.. Os projetos residenciais não construídos de Vilanova Artigas em São Paulo. Pós. Revista do Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo da FAUUSP, v. 21, p. 98-117, 2014.

http://www.revistas.usp.br/posfau/article/viewFile...


TAGLIARI, A.; PERRONE, R. A. C.; FLORIO, W. . As rampas e o estúdio nos projetos residenciais não construidos de João Batista Vilanova Artigas. Arq.Urb, v. 11, p. 8-30, 2014.

http://www.usjt.br/arq.urb/numero-11/3-ana-tagliar...


ALONSO, Carlos Egídio. Conceito em Arquitetura: uma experiência didática vivenciada. Cadernos de Pós Graduação em Arquitetura e Urbanismo (Mackenzie. Online), v. 4, p. 1-8, 2013.

http://www.mackenzie.br/dhtm/seer/index.php/cpgau/...


ALONSO, Carlos Egídio; ROSSI, Maria Cristina de Barros. O papel da composição bidimensional no processo da criação do espaço tridimensional. Drops (São Paulo), v. 14, p. 1-1, 2013.

http://www.vitruvius.com.br/revistas/read/drops/14...


CANEZ, A. P. M. ; BRINO, Alex ; ALMEIDA, M.. Originais e redesenhos em análise: as versões não construídas de Lucio Costa e Oscar Niemeyer do Pavilhão de Nova Iorque. Arq.Urb, v. 9, p. 44-55, 2013.

http://www.usjt.br/arq.urb/numero-09/06-anna-paula...


CASTELLO, Lineu. La Ciudad de los Centros Excentricos. CIUDADES, v. 16, p. 1, 2013.

http://dialnet.unirioja.es/servlet/articulo?codigo...


CASTELLO, Lineu. The Fictional Environment. ATINER CONFERENCE PAPER SERIES, v. ARC2013-05, p. 1-17-17, 2013.

http://www.atiner.gr/papers/ARC2013-0555.pdf


CASTELLO, Lineu. Happy City To You Too!. Virus, v. 9, p. 1-27, 2013.

http://www.nomads.usp.br/virus/virus09/?sec=3&item...


COMAS, Carlos Eduardo. Una domesticidad en retrospectiva. Summa + (Buenos Aires), v. 130, p. 12-25, 2013.

DINIS, Henrique; RIGHI, Roberto; BRUNA, Gilda Collet. Projeto Arquitetônico e Urbanístico dos Condomínios Industriais e Logísticos em São Paulo. Cadernos de Pós Graduação em Arquitetura e Urbanismo (Mackenzie. Online), v. 13, p. 23-46, 2013.

http://editorarevistas.mackenzie.br/index.php/cpga...


FLORIO, W. ; MATEUS, R. P. . Expertise em projeto: como conhecimentos, experiências e habilidades diferenciam arquitetos expertos dos novatos. Pós. Revista do Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo da FAUUSP, v. 20, p. 60-81, 2013.

http://www.revistas.usp.br/posfau/article/view/810...


FLORIO, W. . O croqui no atelier de projeto: desafios no ensino de arquitetura na era digital. Revista Brasileira de Expressão Gráfica, v. 1, p. 50-76, 2013.

http://www.researchgate.net/publication/280718860_...


GALHARDO, A. C. S.; SOMEKH, N.. A perda da Urbanidade em Interlagos:do bairro residencial ao condomínio fechado. Cadernos de Pós Graduação em Arquitetura e Urbanismo (Mackenzie. Online), v. 12, p. 81, 2013.

http://editorarevistas.mackenzie.br/index.php/cpga...


LIMA, MARIA LUCIA CAVENDISH CAVALCANTI; SOMEKH, N.. Análise urbanística e diagnóstico de assentamentos precários: um roteiro metodológico. Ambiente Construído (Online), v. 13, p. 109-127, 2013.

http://www.seer.ufrgs.br/ambienteconstruido/articl...


MARQUES, S. M.. Cilindros de Pureza Indispensable. Summa + (Buenos Aires), v. 131, p. 44-49, 2013.

MARQUES, S. M.; MARQUES, M. M.. Wasterwater Pumping Station-Ebe Cristal. Architecture Culture (Coréia do Sul), v. 390, p. 60-67, 2013.

SILVA, F. Q. ; RIGHI, Roberto . Operação Urbana Consorciada Tiête Osasco II. Drops (São Paulo), v. 13, p. 1, 2013.

http://www.vitruvius.com.br/revistas/read/drops/13...


SIMÕES JUNIOR, JOSÉ GERALDO; CAMPOS, Candido Malta. Permanências do urbanismo de colina como tradição luso-brasileira: os casos de Salvador e de São Paulo. Urbe. Revista Brasileira de Gestão Urbana, v. 5, p. 47, 2013.

http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S2175-33692013...

Discentes

2015

Alexandre Santi Viero http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualiza...

Daniela Preis Coutinho http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualiza...

Jânerson Figueira Coelho http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualiza...

Juliana Costa Motta http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualiza...

Júlio César dos Santos Nardino http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualiza...

Leandro Rahmeier Marquetto http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualiza...

Luthiane Soares de Quadro http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualiza...

Miriane Gomes de Azevedo http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualiza...

Pedro Sturmer Chaves Barcellos http://lattes.cnpq.br/1946408541004905

Rafaela Duarte http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualiza...

Rochelle Quadros Vieira da Costa http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualiza...

Rodrigo da Cruz Noronha http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualiza...

Rodrigo Poltosi Gomes de Jesus http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualiza...

Sílvia Eidt Monteiro http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualiza...

Thaiana Centofante Costa http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualiza...

Tiago Vieira Baialardy http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualiza...

Vanessa Guerini Scopel http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualiza...

Virginia Purper http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualiza...


2014

Bárbara Minuto Borges http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualiza...

Carmem Lisiane Flores Carlotto http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualiza...

Casiana Favaretto http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualiza...

Eudoxio Teodoro dos Santos http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualiza...

Gisela Jeske Krüger http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualiza...

Giulie Anna Baldissera Leitte-Teixeira http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualiza...

Helade de Oliveira Lorenzoni http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualiza...

Juliana Bredow Brands http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualiza...

Lucas Bernardes Volpatto http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualiza...

Maria Cristina de Freitas Guerreiro http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualiza...

Marina Gonçalves Garcia http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualiza...

Messaline Goergen http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualiza...

Nicole Rosa http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualiza...

Simone Back Prochnow http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualiza...

Vivian Knewitz Levy http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualiza...


2013

Andréa Feldmann http://lattes.cnpq.br/5785989674534839

Betina Conte Cornetet http://lattes.cnpq.br/1234144053393329

Débora Kling Petry Battastini http://lattes.cnpq.br/7750281498306936

Débora Saldanha De Avila http://lattes.cnpq.br/4795430273537511

Jéssica Azambuja Moroszczuk http://lattes.cnpq.br/1367440974489217

Luciano Lerner Basso http://lattes.cnpq.br/0048435384182774

Mariana Pedrollo Bez http://lattes.cnpq.br/1905126746283064

Marina Goncalves Garcia http://lattes.cnpq.br/4648323400443218

Patricia Rodrigues http://lattes.cnpq.br/4242788919204031

Paula de Moraes Lopes http://lattes.cnpq.br/2556658966374161

Pauline Fonini Felin http://lattes.cnpq.br/7504551614043353

Simone Caberlon http://lattes.cnpq.br/2721114865456831

Vagner Gonçalves Wojcickoski http://lattes.cnpq.br/3520736659250175


2013/2

Carolina Gottert Knies http://lattes.cnpq.br/1293691805917386

Caroline Beatriz Picolo http://lattes.cnpq.br/2998570276908879

Fabio Sibemberg http://lattes.cnpq.br/4551518316529179

João Batista D’Ávila Martin http://lattes.cnpq.br/7056956960559561

Rafael Rocha Schiaffino http://lattes.cnpq.br/6921389334298991

Sabrina Moraes http://lattes.cnpq.br/8477885442012637


Egressos

http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualiza...

Título: A PRAÇA COMO UM LUGAR

Orientador: Prof. Dr. Lineu Castello

Resumo: As praças de Porto Alegre somam grande área urbana. Muitos desses espaços não são frequentados pelas pessoas, originando vazios urbanos e distanciando-se da simbologia do encontro entre as pessoas, existente nas praças centrais. Inseridas em novos contextos, as praças que surgiram a partir do crescimento da cidade, orientadas pelos Planos Diretores, são objetos de estudo nesta pesquisa. Para melhor compreensão destes espaços públicos, o estudo faz uma associação das diretrizes urbanísticas com as praças. Desta associação, periodizada desde o Plano Geral de Melhoramentos (1914) até o Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano e Ambiental (1999), resultou uma categorização não convencional de praças: a praça refratária, a praça-pátio, a praça-ausente e a praça-segura, originadas em cada período. Considerando que muitas praças não configuram lugares de convívio para a grande população que escolheu a cidade para viver, o estudo propõe uma reflexão acerca do significado das praças na contemporaneidade da urbanização. A partir da associação das diretrizes urbanísticas com as transformações ocorridas nas práticas sociais, alinhadas ao espaço em questão, o trabalho busca aproximar-se de novos paradigmas que conduzam à inserção destes espaços no cotidiano das pessoas.

Palavras-chave: Praças. Planos Diretores. Espaço público.

http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualiza... Título: PROCESSO DE PROJETO NA ERA DIGITAL: uma reflexão sobre a implantação do BIM em três escritórios de arquitetura em Porto Alegre/RS, de 2010 a 2014.

Orientador: Prof. Dr. Wilson Florio

Resumo: O setor de Arquitetura, Engenharia e Construção (AEC) tem se tornado cada vez mais competitivo, exigindo investimentos em novas tecnologias que tornem o processo de projeto mais colaborativo, eficaz e controlado, e que resulte num projeto mais assertivo. O objeto de estudo da presente pesquisa é a investigação dos processos contemporâneos de projeto, dedicando-se especialmente à análise do uso do sistema Building Information Modeling (BIM) para a prática projetual desenvolvida nos escritórios em Porto Alegre. Como procedimento metodológico, elaborou-se uma base conceitual aplicada à base empírica. A base conceitual da pesquisa refere-se à fundamentação teórica do tema, a partir de uma revisão bibliográfica sobre os processos de projeto e sobre as novas tecnologias disponíveis. O processo de projeto foi analisado com a intenção de compreender se esse sofre modificações entre o sistema CAD tradicional e a plataforma BIM. Procurou-se identificar se o uso do BIM interfere no modo como os projetos são desenvolvidos nesta fase de transição. Posteriormente, foram aplicados protocolos de entrevistas e realizadas catalogações de materiais aos três escritórios selecionados. Tratam- se de empresas de arquitetura de Porto Alegre que já iniciaram a implantação do BIM, selecionadas para participarem como estudos de caso desta pesquisa, fornecendo dados para a base empírica. Posteriormente, foi feita uma análise dos resultados. Concluiu-se que o custo de implantação, a escassez de profissionais com conhecimentos específicos, a rigidez do software utilizado, a falta de interoperabilidade dos sistemas, a ausência de experiência com a colaboração e a dificuldade cultural de experimentar novos processos são fatores que têm tornado restrita a aplicabilidade da nova tecnologia. A pesquisa colabora para o debate sobre a modelagem da informação na construção, sua contribuição para a fase de projetação, vantagens e obstáculos enfrentados pelos membros das equipes. Além disso, investiga as dificuldades de implantar um projeto realmente colaborativo nesta fase de transição entre o CAD e o BIM em Porto Alegre.

Palavras-chave: BIM. Projeto. Processo. Arquitetura e tecnologia digital.

Título: EVOLUÇÃO E TRANSFORMAÇÕES DA PRAÇA DA MATRIZ DE PORTO ALEGRE: ARQUITETURA E CONTEXTO URBANO

Orientador: Prof. Dr. Carlos Egídio Alonso

Resumo: Este trabalho busca descrever as transformações urbanas da Praça da Matriz da cidade de Porto Alegre (Praça Marechal Deodoro) a partir da sequência histórica das construções nela ocorridas. Importante espaço urbano que nasce junto à fundação da cidade, a praça é aqui entendida como uma grande área livre, um fragmento urbano, que é qualificado pelas construções que a envolvem: defendemos a tese de que há uma mútua contaminação de qualidades formais entre o espaço livre e suas construções envoltórias, bem como um impacto mútuo quando novas funções são estabelecidas em um desses segmentos, implicando em novos usos. Nesse sentido, entendemos que “espaço livre” e “construções que o envolvem” são elementos inseparáveis de um único contexto urbano que denominamos “praça”. Tendo como base a comparação de mapas de diferentes épocas e de antigos e atuais registros visuais de seus edifícios (através de fotografias, desenhos e pinturas), utilizando redesenhos digitais dos documentos iconográficos e a análise gráfica como método de investigação, são evidenciadas e analisadas as introduções e modificações das formas arquitetônicas e as consequências disto na evolução da espacialidade da praça: isso implica também na análise de seu uso por parte da comunidade urbana. Nosso foco principal concentra-se nas configurações formais e espaciais da praça como uma das faces importantes para a compreensão da evolução da arquitetura e da cidade. Sugeridas pelas configurações dos edifícios e dos desenhos das áreas livres em diferentes épocas, definimos uma periodização visando à análise formal e o desenvolvimento de nosso texto.

Palavras-chave: Praça Marechal Deodoro - Porto Alegre, forma arquitetônica, morfologia urbana.

http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualiza...

Título: HABITAÇÕES COLETIVAS VERTICAIS DE PAULO MENDES DA ROCHA: 1962 a 2004

Orientador: Prof. Dr. Anna Paula Moura Canez

Resumo: Os projetos habitacionais significaram para Paulo Mendes da Rocha a possibilidade de ensaiar novas técnicas construtivas bem como a sistematização dos processos inerentes ao canteiro de obras. Paralelamente

à experimentação tecnológica, sobrevêm os estudos de revisão do espaço doméstico à luz do habitar contemporâneo. Neste aspecto, uma solução projetual coerente com as demandas do homem na atualidade deve

contemplar a dinâmica da unidade habitacional, mas também a infraestrutura urbana que a envolve. A habitação coletiva vertical representa, então, uma solução coerente com a relação entre o contingente populacional e o modo

como se apresenta a infraestrutura urbana e a oferta de serviços e emprego. Ainda que Paulo Mendes da Rocha tenha desenvolvido mais de três dezenas de estudos e projetos de habitações coletivas, raros são aqueles levados a cabo. Os únicos oito exemplares edificados nos permitem vivenciar experiências espaciais e de ordem técnica idealizadas por Mendes da Rocha no âmbito do habitar contemporâneo e de sua ênfase no coletivo. As soluções apresentam características comuns à produção do arquiteto: o aprofundado estudo de materiais e de processos construtivos, o detalhamento apurado de componentes da edificação, e, especialmente, a promoção do edifício isolado a parte integrante do espaço da habitação contemporânea - o espaço da cidade. Desta forma, o presente estudo analisa os oito edifícios coletivos verticais de Mendes da Rocha - os quais têm seus projetos desenvolvidos entre 1962 e 2004 - buscando apreender as lições de arquitetura concernentes àquela produção. Sob essa perspectiva, e dada a ênfase do estudo no tema da habitação vertical, o aprofundamento gráfico-analítico dos projetos, tendo em conta a fundamentação teórica expressa no discurso crítico de Mendes da Rocha, pretende revelar e sistematizar a linguagem projetual contida no conjunto das obras selecionadas.

PALAVRAS-CHAVE: habitação vertical, habitação coletiva, Paulo Mendes da Rocha, arquitetura moderna, arquitetura paulista.

http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualiza...

Título: TRÊS LUGARES DE PORTO ALEGRE: A PERCEPÇÃO AJUDANDO O PLACEMAKING

Orientador: Prof. Dr. Lineu Castello

Resumo: Com o objetivo de demonstrar as preferências e opiniões da população, em geral, de Porto Alegre, foi realizada a pesquisa demonstrando definições cruciais para isso. A percepção ambiental, imagens mentais, desenho urbano e o placemaking, são as definições utilizadas na pesquisa, a fim de ter um melhor entendimento de como funciona a percepção da população, em relação à cidade. Com o esclarecimento dos temas citados acima, realizou-se levantamentos perceptuais, com o objetivo de entender a percepção nos três objetos de estudo (Usina do Gasômetro, Casa de Cultura Mário Quintana e Mercado Público) e análises Projetuais, para entender melhor seus espaços na capital gaúcha. Com tudo isso foi possível realizar uma lista contemporânea demonstrando os itens que a população, em geral, considera essenciais nos Lugares, para ajudar os possíveis projetos urbanos situados na cidade de Porto Alegre.

Pavalras-chave: Lugar; Placemaking; Percepção Ambiental; Usina do Gasômetro; C.C.M.Q.; Mercado Público

http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualiza...

Título: ARQUITETURA E PRODUÇÃO IMOBILIÁRIA PONTOS FORA DA CURVA

Orientador: Prof. Dr. Rogério de Castro Oliveira

Resumo: A busca pelos motivos que ocasionaram a presente falta de qualidade na produção arquitetônica de edifícios residenciais promovida pelo mercado imobiliário paulistano é o pano de fundo desta pesquisa. Seu foco está direcionado para a existência de alternativas que permitam, atualmente, ao profissional de arquitetura realizar projetos que se diferenciem qualitativamente em meio a este setor que, no geral, atribui pouca relevância ao papel autoral do projetista. O trabalho se desenvolve a partir de um breve levantamento histórico que visa através da leitura do contexto do mercado imobiliário da cidade de São Paulo encontrar as possíveis causas da decadência qualitativa que perdura até hoje. Ultrapassado esse ponto buscamos caminhos que possibilitem ao arquiteto assumir o papel de protagonista no processo desenvolvimento dos empreendimentos imobiliários e com isso realizar a produção de edifícios de apartamentos que não sigam a massificação do mercado e que também contribuam para a realização de um debate sobre o tema, exemplares estes que denominamos “pontos fora da curva”. Aprofundamos o tema a partir do estudo de edifícios de apartamentos construídos na cidade de São Paulo, na primeira década do século XXI, que se sobressaíram na mídia especializada pelos seus predicados arquitetônicos. Os dados levantados pela dissertação indicam que apesar dos arquitetos terem uma parcela de responsabilidade sobre má qualidade projetual produzida pelo setor, existem alternativas pontuais que possibilitam a elaboração de boa arquitetura no mercado imobiliário.

Palavras-chave: projeto arquitetônico, edifícios de apartamentos, mercado imobiliário, São Paulo, Idea!Zarvos

http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualiza...

Título: ARQUITETURA DE CONCURSO: ESTRATÉGIAS COMPOSITIVAS E SOLUÇÕES EXEMPLARES

Orientador: Prof. Dr. Rogério de Castro Oliveira

Resumo: A presente dissertação apresenta estudos de caso resultados de concursos públicos de arquitetura e urbanismo a fim de iniciar uma discussão a respeito de termos ligados à prática projetual como conceito, partido e programa. O tema abordado “Arquitetura de concurso: estratégias compositivas e soluções exemplares” visa entender melhor como os conceitos, as estratégias compositivas e as ideias geradoras fazem parte da elaboração do produto final, o projeto. Entre os objetivos da dissertação está perceber as diferenças e semelhanças entre a proposta inicial criada para a competição e o projeto executado, e entre os primeiros colocados na competição. A forma de escolha do projeto para grandes obras arquitetônicas é um tema bastante debatido nos dias atuais, sendo a mais comum o concurso público de ideias e projetos. Dessa forma proporciona uma maior discussão sobre o futuro objeto a ser construído quando coloca em júri a decisão de escolha do projeto e expõe os desenhos concorrentes para a população. No presente trabalho busca-se discutir a respeito das competições em arquitetura, que benefícios podem gerar não só na construção das cidades mas também na forma de pensar e estudar a arquitetura. O trabalho está baseado na análise crítica de estudos de caso com ênfase nos projetos finalistas do concurso para o High Line em Nova Iorque. A fim de auxiliar e melhorar a análise do estudo de caso é feita uma breve análise de outro projeto realizado através de concurso público e com temática similar ao anterior, o Parc de La Villette em Paris. Em ambos os casos os projetos de revitalização urbana tiveram grande repercussão e apresentam semelhanças, assim como diferenças, que auxiliam a esclarecer o papel didático assumido pela arquitetura de concurso.

http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualiza...

Título: AS CASAS UNIFAMILIARES NÃO CONSTRUÍDAS DO PROGRAMA CASE STUDY HOUSES

Orientador: Prof. Dr. Marta Peixoto

Resumo: Esta dissertação se propõe a estudar os projetos não-construídos do programa Case Study Houses, o qual compreendeu o período de 1945 -1962, no sul da Califórnia. Considerando uma abordagem didática, a dissertação está dividida em quatro partes.

A primeira tem enfoque historiográfico com o objetivo de compreender as transformações e as inovações da casa típica americana, para posteriormente identificá-las no universo do programa proposto por John Entenza. A terceira parte apresenta os aspectos metodológicos, que dizem respeito tanto aos procedimentos necessários para a realização da pesquisa, bem como a metodologia adotada para a análise tipológica formal-funcional dos projetos.

O método de investigação é realizado através da análise gráfica, criando-se uma matriz de análise baseada em bibliografia específica. Os estudos sistemáticos dos princípios de forma, espaço e ordem geraram diagramas sintéticos interpretativos. Ao final, para melhor compreensão dos diagramas, foram elaborados textos que explicam e questionam os aspectos de cada projeto.

Palavras-chave: Arquitetura Moderna, Projeto Arquitetônico, Case Study Houses.

http://lattes.cnpq.br/2721114865456831

Título: A QUALIDADE DA PAISAGEM URBANA DE PORTO ALEGRE: CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

Orientador: Prof. Dr. José Geraldo Simões Júnior

Resumo: A qualidade da paisagem urbana de Porto Alegre: critérios de Avaliação Esta pesquisa versa sobre a paisagem urbana de Porto Alegre, mais especificamente sobre sua área central, tendo por objetivo geral estabelecer critérios claros para avaliar seu nível de qualidade, mensurando-o por meio de uma escala quantitativa. Pela falta de parâmetros existentes desenvolveu-se uma metodologia científica própria que consistiu nas seguintes etapas: Primeiramente realizou-se a revisão bibliográfica de autores e do ideário relacionado ao tema da leitura e percepção da paisagem urbana, extraindo-se uma série de atributos desejáveis frequentemente presentes em paisagens urbanas de qualidade; na segunda etapa houve uma investigação profunda sobre a área central de Porto Alegre para se compreender as transformações que moldaram seu contexto e paisagem atuais, destacando-se os trechos para a aplicação do método; a seguir, agrupou-se os atributos em um instrumento que, posteriormente, foi aplicado nos trechos previamente selecionados; após, realizou-se a coleta de dados, sua tabulação e análise; como resultado desenvolveu-se uma escala de medição da qualidade da paisagem urbana que apresenta, através de faixas de pontuação, os conceitos de qualidade e indicações em relação à necessidade e dimensão de intervenções na paisagem urbana mensurada. Por meio desse método, o qual comprovou-se viável e adequado, concluiu-se que a paisagem urbana da área central de Porto Alegre possui um nível de qualidade apenas regular, indicando-se a necessidade de intervenções pontuais para qualificá-la uma vez que apresenta atributos positivos e negativos de forma equilibrada. Acredita-se que, tanto o método quando a escala, ambos inéditos para essa área do conhecimento, constituem-se em valiosas ferramentas disponíveis para auxiliar no processo de planejamento, ordenamento, gestão e qualificação da paisagem urbana das metrópoles contemporâneas.

Palavras-chave: Paisagem Urbana. Qualidade. Critérios de Avaliação. Urbanismo

http://lattes.cnpq.br/6921389334298991

Título: EXPERIMENTAÇÃO PROJETUAL PELO CROQUI

Orientador: Prof. Dr. Rogério de Castro Oliveira

Resumo: O presente trabalho visa demonstrar a importância do desenho a mão livre no processo de criação arquitetônica, mesmo diante do grande avanço tecnológico que norteia o ofício do arquiteto. Uma análise teórica e prática da presença do croqui, na criação e desenvolvimento de um projeto, e na produção de mestres exemplares, defende sua revalorização nas diversas fases do fazer em arquitetura, especialmente no proceder acadêmico, e reconhece a hibridização dos processos de trabalho tradicional e digital como realidade na teoria e na prática da arquitetura.

Palavras-chave: Croquis; Ofício; Ensino.

http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualiza...

Título: A HIBRIDAÇÃO DOS MEIOS DE REPRESENTAÇÃO NO ATELIER DE PROJETO

Orientador: Prof. Dr. Wilson Florio

Resumo: A utilização de recursos computacionais como suporte para o projeto arquitetônico está presente no trabalho de arquitetos por todo o mundo. Com o mercado de trabalho cada dia mais competitivo, os profissionais buscam novas formas de conceber, representar e finalizar seus projetos para obter melhores resultados, reduzir erros e produzir mais. De fato, grande parte do processo de projeto de arquitetura passou a ser digital nas últimas décadas. Porém, os meios de representação manuais continuam presentes durante o ato de projetar. Embora essa transição do manual para o digital tenha trazido uma mudança significativa na forma de organizar, avaliar e apresentar os projetos, consequentemente na forma de pensar o projeto, a plena utilização de meios manuais e digitais de representação, de forma híbrida, ocorre de forma significativa. Neste trabalho a discussão está centrada na hibridação dos meios de representação no Atelier de Projeto. Possui a intenção de conhecer e avaliar as interferências causadas pela utilização dos meios de representação de forma híbrida no processo de projeto, em especial durante a formação do arquiteto, dentro do atelier. O objetivo geral desta pesquisa é entender o processo de projeto a partir da hibridação dos meios de representação. A metodologia está organizada em duas etapas distintas. A primeira consiste em uma pesquisa teórica e conceitual sobre as questões relacionadas ao processo de projeto em arquitetura, a utilização dos meios manuais e digitais de representação no processo, e o ensino-aprendizagem de arquitetura. A segunda etapa consiste em observar, analisar e refletir como estudantes de arquitetura utilizam os meios manuais e digitais de representação no processo de projeto, através da coleta e análise dos artefatos produzidos em sala de aula, e da observação do diálogo e interação professor-aluno. Esta reflexão sobre a prática passa por um questionamento sobre o uso das tecnologias no processo de projeto e a hibridação com recursos manuais. Até o momento percebe-se que a utilização dos recursos computacionais está fortemente presente no atelier de projeto e que é parte incontestável do processo. A observação e análise dos artefatos coletados em sala de aula irão proporcionar uma reflexão sobre a prática neste momento singular na história da arquitetura em que o computador ocupa lugar de destaque sobre a prancheta.

Palavras-chave: Processo de projeto, hibridação dos meios de representação, ensino-aprendizagem.

Dissertações

  • A praça como um lugar
  • Processo de projeto na era digital: uma reflexão sobre a implantação do bim em três escritórios de arquitetura em Porto Alegre/RS, de 2010 a 2014.
  • Evolução e transformações da Praça da Matriz de Porto Alegre: arquitetura e contexto urbano
  • Habitações coletivas verticais de Paulo Mendes da Rocha: 1962 a 2004
  • Três lugares de Porto Alegre: a percepção ajudando o placemaking
  • Arquitetura e produção imobiliária pontos fora da curva
  • Arquitetura de concurso: estratégias compositivas e soluções exemplares
  • As casas unifamiliares não construídas do programa case study houses
  • A hibridação dos meios de representação no atelier de projeto
  • A qualidade da paisagem urbana de Porto Alegre: critérios de avaliação
  • Croquis: um olhar sobre o ofício do arquiteto na obra de Mies, Scarpa, Siza e Holl





Estrutura Curricular

O Mestrado em Arquitetura e Urbanismo UniRitter/Mackenzie tem trinta e dois (32) créditos. Desses 32 créditos, vinte e quatro (24) serão correspondentes a laboratórios teórico-práticos e oito (8) referentes à elaboração e apresentação da dissertação, dos quais dois (2) créditos são referentes ao Seminário de Pesquisa e seis (6) créditos em Atividade de Orientação. Cada disciplina (laboratório teórico/prático) será ministrada por no mínimo dois docentes – preferencialmente, um de cada instituição.



Laboratório I - Trabalho Científico: Processos e Métodos

Professores: Anna Paula Canez / Rogério Castro de Oliveira / Neiva Maria Tebaldi Gomes
Ementa: O laboratório I, referenciado nos demais laboratórios, fornece subsídios teóricos, práticos e metodológicos para a elaboração de projetos de pesquisa de dissertações de mestrado na área de Arquitetura e Urbanismo, dando ênfase às distinções entre o conhecimento acadêmico e outras formas de conhecimento e de senso comum. Discute a construção discursiva do objeto de pesquisa e a relação entre forma e conteúdo na redação do texto científico.


Laboratório II - Projeto de Arquitetura e Urbanismo: Teorias e Técnicas

Professores: Rogério de Castro Oliveira / Anna Paula Canez / Wilson Flório / Marta Silveira Peixoto (convidada) / Maria Paula Piazza Recena
Ementa: Estudo teórico-prático de princípios operativos do projeto. Fundamentos epistemológicos da prática projetual. A prática reflexiva como meio de investigação e construção do conhecimento arquitetônico. Discussão crítica de projetos exemplares de arquitetura e urbanismo. Implicações didáticas da teoria do projeto na formação do arquiteto. Estudo de relações projetuais entre sítio, programa e sistema de movimentos. Contextos de invenção e descoberta na construção de estratégias de projeto. A concepção do partido arquitetônico: diagramas, traçados e modelos. Estudo e exercitação do projeto de arquitetura e urbanismo aplicado ao desenho da cidade.


Laboratório III - Projeto de Arquitetura e Urbanismo: Escalas, Territórios e Redes

Professores: Nadia Somekh / Roberto Righi / Décio Rigatti / Luiz Custódio (convidado)
Ementa: Estudo das relações estabelecidas entre cidade e arquitetura à luz dos processos de urbanização das cidades contemporâneas. A expansão urbana e a verticalização das cidades como resultados de processos sociais e o projeto como instrumento de transformação ou afirmação desta realidade. As infraestruturas em rede e suas conexões como parte dos processos de configuração e reconfiguração dos territórios, das aglomerações urbanas, da distribuição espacial das atividades e do desenvolvimento urbano. Estudo de possibilidades de ações de transformação da cidade por meio dos projetos urbanos em diferentes escalas, entendendo o desenho - do edifício aos lugares urbanos - como um instrumento que expressa múltiplas formas de representar e produzir efetivamente o espaço da cidade. Reflexos socioambientais: lugarização e gentrificação.


Laboratório IV - Patrimônio, Ambiente e Cultura

Professores: Décio Rigatti / José Geraldo Simões Junior / Luiz Antônio Bolcato Custódio
Ementa: Estudo sobre conceitos de Patrimônio, introdução ao estudo de Cartas Patrimoniais, de Organismos de Preservação, de instrumentos e normativas. Apresentação dos principais conceitos da Teoria da Conservação e de seus formuladores. Caracterização do Patrimônio Cultural Urbano e estudo crítico de projetos de intervenção em Centros Históricos e projetos de reabilitação arquitetônica. Discussão sobre conceitos de áreas especiais de interesse cultural, áreas de entorno de bens tombados e desenho ambiental urbano. Conceitos cidade criativa, sustentável, inteligente. Discussão crítica e exercícios projetuais sobre casos de estudo e intervenções arquitetônicas e urbanísticas na cidade, considerando a integração entre ambiente, patrimônio e cultura: escalas e dimensões espaço temporais: estudo de casos no Brasil e no exterior, com foco em Porto Alegre.


Laboratório V - Habitar Contemporâneo

Professores: Marta Peixoto / Wilson Flório / Sergio Moacir Marques
Ementa: Processo de projeto na prática do arquiteto e do urbanista. Cognição em Projeto. As várias escalas do projeto: do edifício a cidade. Definição de conceito. Fases do processo de projeto. Reflexão sobre a teoria advinda da prática. O papel da prática como fundamento da teoria. Reflexão na ação. Aquisição e aplicação de repertórios projetuais. Estudos de casos. IAPs e BNH. O Programa Minha Casa Minha Vida. Análise e síntese comparativa de projetos emblemáticos de habitações coletivas contemporâneas. A ideia de conforto humano em espaços habitacionais. Habitação de Interesse Social e Habitação Comercial em centros urbanos. Criatividade e expertise em projeto. Seminário de Pesquisa Professores: Anna Paula Canez / Décio Rigatti / Lineu Castello / Luiz Antônio Bolcato Custódio / Marta Peixoto / Rogério de Castro Oliveira / Sérgio Moacir Marques Ementa: Seminário e discussão crítica de apresentação das propostas preliminares das dissertações de mestrado.


Seminário de Pesquisa

Professores: Anna Paula Canez / Décio Rigatti / Luiz Antônio Bolcato Custódio / Marta Peixoto / Rogério de Castro Oliveira / Sérgio Moacir Marques / Maria Paula Piazza Recena
Ementa: Seminário e discussão crítica de apresentação das propostas preliminares das dissertações de mestrado.

Última edição: 04/02/2016 17:19:34

QUEM VIU ESSE CURSO TAMBÉM VIU...

Mestrado em Design

O Curso de Mestrado em Design — UniRitter investiga a inovação em pesquisas e estudos em Design. A área de concentraçãoDesign, Educação e Inovação visa ao destaque da...

Conhecer

Mestrado em Direito

Mestrado acadêmico em Direito com área de concentração em Direitos Humanos

Conhecer

Mestrado em Letras

Área de Concentração: Linguagem, Interação e Processos de Aprendizagem O Mestrado em Letras da UniRitter oferece uma proposta de estudos da linguagem que integra os...

Conhecer